Entendendo de gramatura e tipos de papel

299 Flares Twitter 203 Facebook 93 Google+ 2 Pin It Share 1 Email -- LinkedIn 0 299 Flares ×
Entendendo gramatura e tipos de papel

Entendendo gramatura e tipos de papel

Ao fazer um orçamento gráfico já devem ter pedido pra você qual o tipo de papel e quantas gramas você queria. Aí você pensou… Será que eu liguei pra um horto, gramas pra que?

Bem deixa de brincadeira, vamos voltar ao nosso assunto de nosso primeiro artigo que é te ajudar a entender os termos gráficos usados nos orçamentos.

Agora, se você deseja achar os principais fornecedores de papel do Brasil, tenta aqui pela caixa de pesquisa:

Custom Search

Tipos de papeis mais comuns:

Papel offset é o mais comum no comércio

Papel offset é o mais comum no comércio

1. Offset:

É um papel não revestido, ou seja, meio poroso, muito usado nos panfletos mais comuns, daqueles impressos em 1 cor apenas e distribuidos a torta e direita por aí.

Ele é considerado o papel mais simples, sendo batido em simplicidade apenas pelo papel jornal. É usado em panfletos de rua, miolo de livros, memorandos, receituários, notas fiscais, e quando mais grosso até em fichas e cartões. A principal vantagem é que é o melhor para escrita, pois por ser bem poroso absorve bem a tinta. É também um dos mais baratos. Existe de 50 gr a cerca de 300 gr. Existe em várias cores. As cartolinas estão incluidas neste grupo.

2. Jornal:

O papel jornal tem as mesmas características do offset, só que é mais fino e “sujo”, com muitas fibras soltas. É usado quase que exclusivamente para jornais, notas fiscais e panfletos vagabundos. Existe aproximadamente de 50 a 70 gr.

3. Couchê:

É o papel comum de maior qualidade. Ele não é poroso como os anteriores,pois leva uma camada vedante em ambas as faces que o deixa impermeável e aparentemente mais fino ( se bem que mais resistente que os anteriores). Hoje é largamente utilizado para fabricação de panfletos e folders, assim como nas principais revistas, capas, cartões de visita e muito mais. Praticamente quase todas as gráficas utilizam este papel por que se tornou sinônimo de qualidade. Existe nas gramaturas aproximadas de 63 gr a 350 gr.

4. Supremo (e similares importados):

É um papel intermediário entre o offset e o couchê. A característica principal é ser mais grosso que o offset de mesma gramatura e ter a parte selante apenas numa das faces. Existem muitas variações segundo a qualidade, seguindo agora da de pior qualidade para a melhor: Duplex (usado em folhinhas – textura de jornal no verso), Triplex (o duplex um pouco melhor- verso branco), Supremo (É o triplex de marca boa- o verso é bem lisinho), Supremo DuoDesign (é uma marca de um papel que leva a parte selante dos dois lados, porém com a mesma “grossura” dos papeis supremos. Existem especificamente para atender a demanda de cartões e capas de livros, indo aproximadamente de 200 gr a 400 gr. Muito usado também por algumas gráficas, sendo o supremo um substituto barato do couchê e o supremo duodesign um pouco mais conceituado que o couchê.

Há forte incentivo no uso de papeis reciclados

Há forte incentivo no uso de papeis reciclados

5. Reciclado:

Acompanhando a moda ecológica, criou-se um papel que utiliza tanto aparas de papel pós consumo como pré consumo, ou seja, faz-se uma mistura de papel novo com papel usado. O papel é poroso como o papel offset e apresenta uma coloração amarelada típica. É muito usado pelas empresas para apresentar uma “posição ecológica”. Existe basicamente em 3 gramaturas: 90 gr, 120 gr e 250 gr, variando um pouco de acordo com o fabricante. É largamente usado em substituição do papel comum, prospectos e cartões de visita.

6. Papeis especiais:

Para quem quer entender de papel a fundo existem algumas centenas de tipos de papeis em diversas cores. Em qualquer papelaria você encontra pelo menos uma centena. Mas a maioria só é usada em gráfica em serviços especiais atingindo preços altíssimos, pois só vão servir para aquele trabalho específico.

Não entrarei em termos técnicos como sentido de fibra, taq, capacidade de retenção de tinta… passemos agora paras gramaturas, voltado para o lado do cliente.

Gramaturas mais usadas no mercado e seus usos típicos:

A – 50 a 63 gr

Tipica de notas fiscas e blocos de orçamento.

B – 75 gr e 90 gr

Usadas na maioria dos timbrados, receituários e em nossas impressoras domésticas. Os panfletos de menor qualidade também são feitos nestas gramaturas, tanto offset quanto couchê. O reciclado também é muito usado respeitando o enfoque ecológico.

Diversas gramaturas do mercado

Diversas gramaturas do mercado

C – 120 e 150 gr

Usado principalmente em panfletos. O offset 120 gr quase nunca é usado, a não ser quando se quer um material para escrita.

D – 180 gr

Tipico das cartolinas e dos cartões caseiros de menor qualidade. É mais ou menos a maior gramatura que as impressoras domésticas suportam (com raras exceções).

E – 210 a 300 gr

Típica de cartões de visita, folhinas, calendários e capas de livros.

F – Acima de 300 gr

Rara no mercado editorial. Usado mais para cartonagem e serviços especiais.

Principais fornecedores de papel do Brasil

Gostou das informações? Está querendo achar fornecedores?

Com esta caixa de pesquisa aqui você poderá encontrar os principais fornecedores do Brasil.

Digite o papel procurado e boa sorte na pesquisa.

Custom Search

Se precisa saber um pouco mais sobre papel, tenta estes links:

Papel duplex, triplex, duodesign e outros mais

Fabricação do Papel – Um elemento indispensável

Entendendo de gramatura e tipos de papel

Papel couchê – Saiba o que é!

Bem, chega de chatear vocês.

Até breve com mais um tópico.

Curso de Photoshop
299 Flares Twitter 203 Facebook 93 Google+ 2 Pin It Share 1 Email -- LinkedIn 0 299 Flares ×

59 comentários

  1. Pingback: Guia do vendedor gráfico!

  2. Pingback: Tipo de papéis : Pargraf.com.br – Central de Ajuda

  3. Newton

    Olá Paulo, primeiramente quero parabeniza-lo pelo blog que está 100%, conheci o blog ontem de manha e já li pelo menos 50% dele.
    Minha questão é a seguinte eu trabalho por enquanto com um jato de tinta hp k8600, creio que em poucos meses já vou adquirir uma offset
    pequena e mais alguns itens para impressão gráfica, mais voltando a pergunta é a seguinte da pra imprimir com tecnologia jato de tinta em papel Supremo? eu sei que couchê não da, o glossy com tinta corante sai com meia semana exposto. Como estou sem a máquina offset anda para fazer alguns cartões na jato de tinta pensei em usar o supremo.

    Obrigado.

    Newton – Design Visual.

    • Paulo Valle
      Author

      Newton,
      A sua concepção inicial está errada… Pense assim… a sua HP não consegue imprimir em couchê.
      De modo geral você tem vários tipos de tinta nas jatos de tinta. Tem a base de água, base de óleo e os corantes também variam.
      Os papéis podem ser sem cobertura ou com cobertura, ou seja, uma folha de chamex é sem cobertura… a estrutura do papel é a própria fibra do papel. Um couchê leva uma camada de “cola” que sela a cobertura, dando brilho, mas dificultando a fixação de algumas tintas. Tem papéis também de alta absorção que levam uma cobertura de algo como “pó de arroz” que faz a tinta agarrar e ter brilho. É o caso dos papéis especiais para jato de tinta. Leve em consideração que não tenho o conhecimento exato do produto aplicado e os nomes dados são apenas genéricos.
      As impressoras mais antigas e as mais baratas tem tinta a base de água e não fixam no couchê. Alguns modelos já saem com tinta a base de óleo que fixa bem no couchê. A maioria dos plotters modernos tem tinta que pega em qualquer papel.
      Respondendo a sua pergunta. O papel supremo é algo intermediário entre o couchê e o papel offset (chamex). A fixação da tinta vai depender de testes.
      Quando eu tinha gráfica, não perdia nenhuma feira de negócios nas áreas de gráfica e informática. Nelas podemos ver quase todas as marcas de impressoras em teste e é possível sem muito esforço pedir para imprimir uma página de teste em PDF bem colorida em 2 ou 3 tipos de papel, identificando a impressora que fez a impressão. Isto facilita na hora de comprar novos equipamentos.
      Eu tinha excelentes resultados no papel “casca de ovo”. Existem alguns papeis “diplomata” com a mesma estrutura do “casca de ovo” também com bons resultados. Ache um local que venda folhas avulso, corte-as do tamanho correto e faça testes para a sua impressora.
      Nunca usei o modelo que você citou, mas a HP tem impressoras boas e más no quesito fixação de tinta. Em toda a linha eles tem impressoras a base de água e a base de óleo.
      Faça os seus testes prestando atenção neste detalhe.

      • Newton

        Obrigado pela resposta. Você teria conhecimento de algum plotter que faz este tipo de impressão e com um custo mais baixo para me indicar ?

        Obrigado.

        Newton – Design Visual

        • Oi Newton, só complementando a resposta do Paulo, o papel Opaline é excelente, o melhor em se tratando em impressão jato de tinta / offset / laser para cartões de visita de qualidade. Ele é um pouco mais caro que os papeis comuns, mas proporciona um resulta excepcional e tem uma textura muito atraente, ele é liso, mas lembra muito aqueles impressos foscos offset em papel sintético. Uma maravilha.
          Quanto a plotter, aí a didática é a mesma da impressora jato de tinta, na verdade um a plotter é um grande jato de tinta, que usa diferentes tipos de pigmentação e tinta, além de servir pra vérios tipos de materiais com lonas, papel, plástico etc.
          A vantagem de usar plotter, é que algumas possibilitam a alternância do tipo de tinta, permitindo usar óleo, água entre outros. Mas claro que isso tudo agregar valor ao esquipamento, e ao tipo de pigmento usado também.
          Não trabalho com plotter, e nem conheço nenhuma marca boa pra lhe indicar.

          Grande abraço!

          • Newton

            Primeiramente obrigado pelas respostas “Liute Cristian e Paulo Valle”. Creio que o melhor a fazer é adiquirir uma offset de medio porte, uma cor mesmo para trabalhos em grande escala, logicamente todos equipamentos necessários para fazer a impressão offset também e uma plotter para trabalhos de alta resolução como banners etc.. Quanto a questão das tintas ainda tenho que estudar muito para ficar bem por dentro do assunto. Quanto ao papel opaline eu comprei um 180g e fiz um teste em minha hp k8600 que uso tinta corante e o resultado foi ótimo, bem acima do papel offset, agora vo comprar o supremo para testar a qualidade em corante.

            Abraços..

            Newton – Design Visual

        • Paulo Valle
          Author

          Newton,
          Eu estou desatualizado quanto as marcas.
          Eu ouço falar nuito em Roland quanto ao uso de tintas para uso externo. Dizem ter excelente custo/benefício.
          Mas é bom testar um pouco.

  4. Simone

    Boa Tarde Paulo,

    Tenho uma dúvida sobre os papéis Supremo 300g e Couché 300g em se tratando de cartões de visita…sou totalmente leiga no assunto e seu artigo m ajudou a entender muita coisa, mas ainda me restou essa dúvida…em termos de qualidade, de apresentação, qual dos 02 você me indica para cartão de visita? Porque o supremo 300gr é pouca coisa mais barato que o couché, o que eu gostaria de saber é se tem muita diferença de um pra outro! Obrigada, Simone

  5. Andrea

    Bom dia…. queria saber se existe gramatura para saco plastico? Sou enfermeira, trabalho com comissão de infecção hospitalar, controle e busca de inconformidades em lixo hospitalar! Me solicitarão a gramatura do saco de lixo hospitalar, porém só acho de papel, leva-se o mesmo conceito? Obrigada!!!

    • Paulo Valle
      Author

      Andrea,

      Eu não manjo muito da parte de sacos plásticos.
      Posso te falar que não é chamada de gramatura e sim de densidade.
      Eu compro sacos de lixo para uma empresa alimentícia e bolsas.
      Tem saco de alta densidade, outros de baixa densidade.
      O próprio vendedor da área pode te orientar melhor.

      Se tiver dificuldade me avisa que eu tento obter a informação para você.

      Abraços,

  6. Pingback: Postcrossing II « Um journal de sorrisos

  7. Ian

    Olá, gostaria de tirar uma dúvida. Tenho uma impressora epson tx 235w e eu costumava fazer impressões de meus cartões de visita em alta qualidade no papel COUCHÊ 80kg (aquele mais grosso que o 180g) e nunca tive problemas. Após a impressão, bastava colocar 5 segundinhos na frente do ventilador e eu já estava imprimindo no verso da mesma folha sem borrar, sem manchar, sem nada. E detalhe, com sinceridade, os cartões eram de altíssima qualidade, sem falhas, a cor incrível e vibrante. Eu usava os cartuchos ORIGINAIS da epson. Então, certo dia eu resolvi colocar bulk ink com as tintas “ferax” e eu simplesmente nao consigo mais produzir meus cartões de visita no papel couchê 180g e 230g, porque a impressão sai toda borrada, molhada, sem vida, sem contraste… HORRIVEL! No entanto, quando faço a mesma impressão num papel A4 normal, a qualidade é bem melhor. O que eu faço? Existe algum tipo de papel mais “grossinho” que resolva meu problema, ou terei que retornar o uso dos cartuchos originais? O papel “glossy” é ideal neste caso? ou é a tinta que é vagabunda? Já ouvi falar que impressora jatos de tinta não conseguem imprimir em papel couchê e isso é mentira, porque eu imprimia sem problema nenhum.

    • Paulo Valle
      Author

      Tem varios tipos de tinta. As antigas da epson e hp borravam no couche. A nova da epson ja nao borra. Tem que achar a tinta correta para encher o bulk. Voce deve estar usando tinta pra hp, vendida.como epson.

  8. Pingback: Dicas gráficas do Cardquali | Gráfica BH na WEB: cartão de visita, panfleto, banner, adesivo em Belo Horizonte.

  9. Terceirizo os meus serviços de gráfica, e ultimamente percebi que os cartões 300gr estão vindo mais finos, a gráfica me disse que trocou de fornecedor, e por isso estão assim. Porém creio que a gramatura do papel não deveria ser alterada. Você poderia me dizer algo sobre o assunto?

    • Paulo Valle
      Author

      Cleiton,

      Os distribuidores estão trabalhando com 250 g e 300 g… não sei quem fornece para você, mas tem uma diferença de R$ 5,00 no mínimo entre as duas opções.
      Entra no site da Atual card e outros e verifica.
      Agora quanto a estas mudanças… elas ocorrem… mas em geral associadas a eventos como as eleições… o distribuidor de papel dá uma afinada nos cartões (entre 5 e 10%) para conseguirem produzir mais material… não tá na época de acontecer… parece mais o primeiro caso.
      Em ambos os casos há malandragem. Poucos clientes percebem a diferença. Por isso fazem.

  10. Sr. Paulo, primeiramente boa tarde, e obrigado pelas dicas. Mas estou precisando de mais uma boa vontade sua, onde posso encontrar o papel “supremo”, pois em São Gonçalo e Niterói, não consegui encontra-lo de forma alguma, será que estou procurando pelo nome errado? Espero que possa me ajudar. Obg.

    • Paulo Valle
      Author

      Roberto,

      No Rio, Em São Cristóvão na rua do observatório nacional tem a Diplomata (ou VoxPopuli) que vende de todo tipo de papel em unidades (tamanho 66×96 cm)… eles cortam cobrando um pouco mais. Passou o observatório na descida no sentido dos carros (loja de folhinhas e calendários).
      Em quantidades maiores tem vários distribuidores lá mesmo em São Cristóvão. KSR, MD Papeis, SPP-Nemo, Tem outros mas não me recordo no momento.
      O papel duplex, triplex, supremo, duodesign, e outros são variações do mesmo papel… o supremo é ligeiramente inferior ao duodesign… cada marca tem o seu nome… todos vem do triplex… eles variam bastante no item brancura e acidez (oscila a cor no claro e escuro).
      Tenta pesquisar no google com o que passei… se ainda estiver com dificuldade me escreve de novo… acho que a diplomata e a ksr já te atendem… o resto é correr preço depois e ir conhecendo a qualidade.
      Abraços,

    • Paulo Valle
      Author

      Jéssica,
      Obrigado por nos acompanhar!
      Eu peço desculpas pelo excesso de anuncios!
      Acontece que eles são necessários, pois muitos caem aqui via google e buscam muitas vezes exatamente o que está sendo anunciado.
      O dinheiro arrecadado com os anuncios, hoje ainda é pouco, mas sustenta o blog, pagando os custos de hospedagem e de certa forma remunerando o tempo que dedicamos ao blog. Com o crescimento da visibilidade do blog, poderemos diminuir as propagandas sem afetar os ganhos e se Deus ajudar, nos dedicar exclusivamente ao blog… o que ainda está longe de ocorrer.
      Eu acho que o mais irritante do blog não é o anuncio em si e sim ajanela flutuante no inicio ao entrar no blog e a de subscrição lateral… mas são elas que garantem o crescimento no numero de leitores fiéis, vindos do feedburner e redes sociais… necessários para o blog.
      Se estiver saindo para você algum anuncio de conteúdo impróprio pode me falar que eu bloqueio no adsense. Eu não consigo saber exatamente qual anuncio sai para cada pessoa, pois os anuncios seguem o interesse das pessoas, ditado pelo próprio google.
      Mais uma vez obrigado pela audiência.

    • Paulo Valle
      Author

      Juliana,
      Antes de mais nada, você quer imprimir 1 unico adesivo ou quer entrar pro ramo de personalização como nestes quioskes por aí?
      O trabalho de personalização de notebook é com um material especial impresso com sublimação de tinta.
      Agora digamos que queira fazer a sua própria personalização economizando uns trocados, A primeira coisa que deve ser feita é medir a área a ser aplicada… um notebook geralmente é maior que uma folha A4. Com isso a maioria das impressoras domésticas não dão conta do serviço.
      No mercado existe adesivo fosco e brilho, vendidos em folhas grandes (66×96 cm) ou em rolo. Se for usar uma impressora laser A3 ou um plotter com tinta com base de óleo, o adesivo brilho resolve… no caso do plotter que falei, pode ser até em vinil ao invés de papel, pois vai ficar mais resistente. Essa é até a minha indicação… ir numa loja de plotagem e pedir (e pagar) a impressão no vinil. dá para fechar toda a área do notebook com menos de 1 metro de impresso e vai custar algo entre R$ 20 e R$ 80… aqui no Rio, preço de mercado para quem é do ramo (com qualidade) R$ 24… mas tem gente cobrando até menos, mas nem sempre com qualidade.
      Se for usar uma impressora jato de tinta A3, tem que usar o vinil fosco, torcer para que a tinta grude e rezar para que não saia na sua mão durante o uso. Pode mandar laminar antes de aplicar ou colocar um contact por cima…mas aí já não vai mais estar economizando nada com a operação.

  11. Alex Barbão

    Olá gostaria de saber qual o papel e as gramaturas mais indicada na produção de imãs de geladeira?

    Quanto a cortes especiais, quais as melhores ferramentas: corte e vinco ou plotter?

    • Paulo Valle
      Author

      Alex,
      No mercado se usa o mesmo material dos cartões de visita e utiliza-se corte e vinco a laser (várias folhas ao mesmo tempo).
      Não creio que valha a pena fazer cartões com corte e vinco em casa. Conheço muita gente que manda rodar o cartão ou mini cartão e fecha os imãs em casa, mas apenas com corte reto.
      O plotter de recorte não consegue trabalhar um imã só.
      Caso pretenda utilizar um plotter de recorte ou corte de vinco tradicional, terá que imprimir as folhas em laser num tamanho razoável e depois colocar no corte e vinco. Creio que seu custo será maior do que pegar pronto o produto. Faça bem as contas… só vale para tiragens muito pequenas.
      Abraços,

  12. Rodrigo Montanha

    Boa Noite

    Gostaria de saber uma impressora que imprima papeis com gramatura de pelo menos 180 gramas. Pesquisando em alguns fóruns vi que a Epson é melhor para essa gramatura, alguns me indicaram a Epson L210 tanque de tinta.

    É uma boa?

    Obrigado

    • Paulo Valle
      Author

      Rodrigo,
      Creio que hoje todas as impressoras imprimam papéis com 180 g. Nelas costuma vir escrito 166 g, mas passam tranquilo as 180 g.
      O bom mesmo é procurar as que passam gramaturas maiores.
      Eu tenho um epson 355 com tanque de fábrica. Gosto dela, mas não é uma máquina de produção. Eu rodo regularmente umas etiquetinhas para fechar uns doces que eu faço e vendo. A qualidade é boa. Ela leva cerca de 1 minuto para imprimir uma folha na qualidade intermediária, que já é excelente para visualização. Para uma jato de tinta já está bom.
      Em mercados mais simples e menos exigentes daria para fazer convites e cartões.
      Hoje o mercado tem pedido um pouco mais, mesmo nas cidades pequenas. Eu terceirizo quase tudo que faço. Pequenas tiragens eu pago cerca de R$ 2 a R$ 2,5 na folha A3 em papel grosso e repasso. Quase tudo vai para offset.
      Tem que entender o seu mercado e o que pretende fazer.
      DICA: Faz uma visita a concorrência e verifica o que eles oferecem e por quanto. Assim você descobre o que se tornou padrão no seu mercado.
      Se for apenas para tirar amostras para mostrar ao cliente, qualquer uma estará legal.
      Abraços,

        • Paulo Valle
          Author

          Nilson,
          Não conheço elas o bastante para dar uma opinião.
          Já me falaram que elas são rápidas e duráveis. Mas eram pessoas que trabalhavam em escritório. Não precisavam de muita qualidade.
          No nosso meio gráfico, qualidade é um item importante.
          É necessário verificar a qualidade de impressão delas antes de decidir fazer a compra.
          Abraços,

  13. Dhéssica

    Oi, estou tentando montar um negocio de design, tenho alguns cursos e thal, mas não sei qual maquina é melhor para se comprar, muitas pessoas perguntam se trabalho com calendários ou banners, digam que não pois não sei qual a maquina de impressão é apropriada para esse tipo de trabalho. preciso de umas dicas, quais as maquinas mais apropriadas para imprimir calendários e banners ???

  14. Pingback: Especial: Tipos de papel | Pela Toca do Coelho

    • Paulo Valle
      Author

      Josué,
      Tem que testar. Vai muito do tipo de tinta e do papel. Existem mais de 100 fornecedores de tinta pigmentada… não dá para generalizar… só testando e se não funcionar, a do concorrente pode conseguir.
      Peça um teste para o fabricante da tinta… se ele for sério, você mandando algumas folhas ele poderá testar… agora se nem ele usa a tinta… como confiar? Pelo menos ele tem que saber a experiência de quem comprou.
      Abraços,

  15. Thaís Vilar

    Me ajude!
    Estou tentando imprimir cartões de visita em casa e comprei o papel pimaco expressions, porém o mesmo já vem perfurado para o corte. Portanto estou tendo dificuldades para conseguir acertar as margens, pois os cartões não ficam certos ao termino do corte. Qual seria a sua sugestão de papel?

    Atenciosamente, Thaís Vilar

    • Paulo Valle
      Author

      Thaís,
      Antes de responder eu vou falar uma coisa. Não é comprando o papel tal e tal e tendo equipamento em casa que se vai conseguir um resultado profissional… precisa do profissional fazendo!!!
      Mas vamos te ajudar a melhorar o seu resultado!!!
      Os profissionais usam papeis testados para suas impressoras e fazem o corte com guilhotinas gráficas. Os mais amadores procuram papeis que funcionem e usam estiletes. Para quem não se entende com o estilete, o papel serrilhado é uma boa opção.
      Vamos para os segredos!!!
      A impressora nunca puxa o papel da mesma maneira. É normal erros de “puxada” de 1 ou 2 mm. Quando fazemos um degradê para sair certinho no picote ele NUNCA vai funcionar.
      Então para usar uma impressora com papel serrilhado, devemos ter um fundo branco ou de uma cor chapada única.
      Fazer uma bordinha em toda a volta também NÃO FUNCIONA.
      Todo nosso texto e logos deve estar a uns 3 ou 4 mm das bordas para não “pegar” nas margens.
      Se for chapado tome cuidado para pintar toda a folha com a cor do chapado para evitar problemas nas margens dos cartões.
      Resumindo, usando a folha picotada, você deve definir uma cor de fundo única para todo o cartão e depois deve-se criar o cartão de modo a seus componentes (texto e logos) ficarem afastados das bordas. Assim, mesmo que a impressora erre 1 mm, o seu cartão não vai cortar encima das letras.
      Comprando uma folha grossa dessas que vendem nas papelarias, você pode imprimir a sua arte toda, usando inclusive imagens no fundo e com todo cuidado para não se cortar e manter a mão firme, colocar um vidro encima da mesa e sobre este estiletar o cartão exatamente na divisão do cartões. Esse trabalho é uma arte, pois a lâmina gosta de dançar, mesmo quando apoiada numa régua como guia.
      Acha que dá para fazer agora… não falei das configurações dos programas, mas junto a essas folhas costuma vir uma configuração base para imprimir usando o word (não profissional) ou corel (profissional). Acho que o seu problema não é bem esse e sim a falha dos equipamento na “puxada” do papel e os detalhes de como fazer a arte.
      Espero ter conseguido te ajudar!
      Abraços!

    • Paulo Valle
      Author

      Rogério,
      O pior é que eu sei disso! Acho que é um vício de escrita porque fico na dúvida se abrevio ou escrevo corrido… acabo no meio do caminho.
      Vou tentar acertar o post.
      Abraços,

  16. ELISANGELA

    gostaria de uma informação, referente a sublimação você pode me ajudar? é que quando faço sublimação com desenho grande, no meio as cores não são transferidas para camisa e no meio fica branco

  17. munique

    ola,tenho uma ploter encad nova cut54 e é base dagua.Teria como voce me dizer que tipo de papel ou outra coisa que eu possa imprimir nela.Recortar eu sei que recorta vinil mais impressao eu to por fora pois comprei com finalidade de transformar ela em sublimaçao e nao fiz, por isso nunca me liguei em saber que tipo de papel possa imprimir nessa ploter.Me ajude por favor… gosto muito das suas respostas elas sao bem objetivas e claras sem deixar nenhuma duvida ta de parabens.

    • Paulo Valle
      Author

      munique,
      Minha sugestão é pegar folhas 66×96 cm em uma grande papelaria de vários tipos e testar a impressão.
      O tipo de papel num plotter variará muito com a tinta que você está comprando.
      Em teoria, se está imprimindo vinil, que é um plástico, pode imprimir fácil qualquer tipo de papel.
      O único cuidado é com a gramatura… mas em geral o vinil é mais espesso do que as gramaturas maiores de papel.
      Só o papelão é que se deve ter cuidado para não arrastar a cabeça da máquina… na especificação dela deve ter essa medida.
      Ao imprimir… se borrar, para a impressão para não sujar muito a cabeça… mas basta imprimir depois em papel comum que a impressão se encarrega de tirar o excesso de tinta.
      Abraços,

  18. Ligia

    Olá…Gostei muito do seu blog…será que poderia me ajudar. Temos uma impressora e jato de tinta e preciso descobrir que papel conseigo imprimir certificados.
    O papel precisa ser mais durinho sabe?
    Obrigada

    • Paulo Valle
      Author

      Ligia,
      Esses papeis já cortados em A4 na gramatura de 180 g, funcionam quase todos na jato de tinta. Tem os vergê, casca de ovo, opaline, telado, dentre outros.
      No mercado livre tem também um papel fotográfico 240 g a prova dagua. Eu comprei e aprovei… parece que leva uma camada de verniz e é realmente a prova dagua… você imprime nele e pode colocar a folha embaixo da torneira que não pinga uma gota de tinta e nem borra (o papel fica encharcado, mas depois de seco fica quase normal).
      esse link tem vários exemplos: http://lista.mercadolivre.com.br/papel-fotografico
      Lembrar de comprar o apropriado para sua impressora.
      Boas compras e mabraços,

  19. Érica Viot Mariano

    Antes de mais nada amei sua página, achei de muito bom gosto vc criar algo para ajudar leigos sobre o assinto de papel e afins. Estou fazendo convites de casamento, 15 anos e afins, minha impressora é a Epson L555 (Jato de tinta). Gostaria de saber se posso utilizar papel couche 300g com brilho ou fosco para fazer esses convites. Minha impressora vai imprimir? Li em seu artigo que o papel Supremo é recomendado a fazer alguns serviços, esse papel também é recomendado para convites? Serve para o tipo da minha impressora ou somente impressora a laser?

    • Paulo Valle
      Author

      Érica,
      O papel couchê vai borrar.
      Usa esse papel fotográfico aqui: http://lista.mercadolivre.com.br/papel-fotografico
      Eu comprei e adorei… fica a prova dagua e com um brilho de verniz. Tem comprar o apropriado para a tinta Epson.
      Tem outros papeis comuns que aceitam a impressão da Epson. Eu tenho uma dessas e já testei o casca de ovo, vergê, telado, dentre outros, mas nada que se compare ao fotográfico que falei antes.
      Na verdade precisamos testar papel a papel sempre que queremos usar… usa o papel indicado que acho que vai te atender.
      Abraços,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>