O que preciso para montar uma pequena gráfica?

52 Flares Twitter 5 Facebook 45 Google+ 2 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 52 Flares ×

 Um de meus leitores tem me consultado sobre que equipamentos comprar para montar uma pequena gráfica no interior. Vou responder a ele de maneira a ajudar o máximo de leitores, através desta postagem.

Antes de comprar as coisas

Muitos acham que basta comprar máquinas gráficas e automaticamente se tem uma gráfica.

As coisas não são bem assim!

Como qualquer negócio, temos que planejar muito bem para que tudo corra bem.

Temos que avaliar o mercado, descobrir que público vamos atender, verificar os equipamentos necessários para produzir os produtos pretendidos, saber quanto tempo teremos que esperar para ter retorno, quem vai operar os equipamentos, tipos de treinamentos necessários, e muito mais.

Tudo isto faz parte do estudo inicial que chamamos de “plano de negócios”.

Se vai começar uma pequena gráfica, o plano de negócios é com certeza o primeiro passo a ser dado. Sem ele, 90% das empresas quebram e apenas 10% dão sorte de encontrar um nicho tão forte que suprima a necessidade do plano… mas mais a frente ele acaba se tornando necessário.

Agora, se fizer o plano de negócios desde o começo, sua chance de sucesso sobe para mais de 60%… depende mais da qualidade das informações do plano do que de qualquer coisa.

Então, primeiro passo: plano de negócios!

montar grafica

Análise do público alvo

Vai abrir uma gráfica? Para atender quem?

Quem aparecer? Será?

Você compra uma copiadora… e aparece uma indústria querendo embalagens… nada feito… equipamento errado.

Vai comprar uma máquina de grande formato, acopladora, corte e vinco… aparece uma senhora para fazer os convites da filha… vai se dar mal… as prestações dos equipamentos vão chegar e não vai dar para pagar fazendo convites!

Deu pra entender onde vai parar a questão do público alvo?

É simplesmente impossível começar um negócio com todos os equipamentos que existem no mercado. Existem mercados de varejo e mercados de atacado… tem que definir onde vai atuar.

Simplesmente, antes de começar, pense nos produtos que vai oferecer. Pense nos tipos de cliente que você deseja que batam na sua porta.

Tem mercado para atender pequenos clientes (muitos clientes) e mercados para poucos clientes (mas que compram muito). Descubra, antes mesmo de abrir a gráfica, quem é o seu cliente.

Sabendo o cliente, qual o produto?

Agora que sabemos quem vai ser o nosso cliente, precisamos definir que produto serão oferecidos.

Se você tem pouca verba, sugiro começar com clientes pequenos. Eles precisarão de convites diversos, cartões em pequena tiragem, panfletos simples e coisas do gênero. Pode até escolher se vai atuar mais com empresários ou pessoas que estão fazendo festas de aniversários ou casamentos. Os produtos criados para atendê-los serão diferentes.

Por outro lado, se seu perfil é pro lado industrial, pode ser melhor se equipar um pouco melhor e ir para o ramo de embalagens. Aqui o capital de giro vai ter que ser maior, pois com certeza todos vão pedir prazo.

Ao definir os produtos, você saberá que equipamentos comprar.

Lembre-se que você está iniciando o negócio e simplesmente não dá para atuar em todos os nichos de seu mercado. Compre 1 ou 2 equipamentos, faça produtos usando estes equipamentos e arrume compradores. Depois que as coisas estiverem sob controle, pense em adquirir equipamentos complementares.

Uma coisa boa de se falar. Terceirizar parte do processo é uma opção. Muitas gráficas grandes terceirizam um ou outro processo até que tenham demanda o suficiente para assumir mais um processo.

montargrafica02

Tipos de equipamento

Posso citar alguns equipamentos. Conhecer mais sobre eles ficará para outras postagens.

Se é você que vai desenvolver as artes, vai precisar necessariamente de c omputadores com programas gráficos. Acho que hoje, toda gráfica tem um computador. Mas existe a possibilidade de terceirizar este serviço, se você for muito pequeno e não tiver ninguém para operar o equipamento. Imagine que você tem apenas uma guilhotina e uma offset e você mesmo opere. Pode valer a pena terceirizar a parte de arte final, fotolito e gravação de chapa… daí o computador se torna desnecessário.

A segunda coisa a se pensar são impressoras desktop (ou de mesa). Nessa categoria temos as impressoras jato de tinta e laser (P&B e cor). Elas são necessárias para mostrar o que vai ser impresso para o cliente.

Algumas gráficas se utilizam destes equipamentos para gerar parte de sua produção. Mas vale salientar que elas não são impressoras de produção e se muito utilizadas e exigidas, logo, logo, vão quebrar por não aguentar o tranco.

Caso seu público alvo seja bem atendido por impressoras de mesa, vai chegar a hora de adquirir impressoras de produção. Aqui podemos listar as copiadoras coloridas, impressoras laser de produção (ou similares), plotters de impressão e de recorte e impressoras digitais.

Se o custo e tiragem são primordiais, será necessário fugir das máquinas de mesa e de produção e será necessário investir em outras tecnologias.

A mais comum é a offset. Esta pode ser monocromática, bicolor, quadricolor ou maior. O tamanho da folha impressa também é muito variável. Temos máquinas com formato 8, 4, 2 ou 0. Não entendeu? O tamanho da folha vai de um A4 até o tamanho A0.

Existem outras tecnologias específicas para outros nichos. Posso citar o serigrafia, flexografia, rotogravura e outros mais. Aqui no blog já citamos quase todas elas em outros artigos.

Fora a impressão, temos que pensar nos acabamentos. Aqui também se tem equipamentos para todos os portes.

Um dos mais necessários são as guilhotinas. É quase impossível se trabalhar sem elas. É claro que sempre se pode usar uma régua e um estilete… mas imagine cortar 1000 folhas ou mais no estilete. É simplesmente impossível… acredite em mim.

As guilhotinas podem ser de facão, para cortar folhas individuais. Temos para a mesma função as refiladoras.

Se você vai se tornar um profissional, vai usar as guilhotinas de boca. Elas podem ser manuais, semi-automaticas ou automáticas. Todas elas vão de uns 30 cm até uns 120 cm de boca, numa altura de vai de 1 cm até uns 15 cm de altura de corte. As manuais usam uma alavanca para fazer o corte. As semi-automáticas usam posicionamento manual das folhas e da prensa, mas a lâmina é acionada por motores. Na automática todo processo é automatizado. Quanto mais automatizada a guilhotina, mais rápido e preciso é o corte.

Outro equipamento muito usado são as plastificadoras e laminadoras. Aqui também se tem aparelhos para diversos tamanhos e aplicações. Temos desde as plastificadoras do tipo usado para plastificar documentos, até as laminadoras usadas na laminação de capas de livros.

Uma coisa também muito comum hoje em dia são as máquinas para verniz UV. Aqui se usam diversos equipamentos adaptados para o processo. Ofssets, máquinas serigráficas, curadoras UV, e outros mais.

Você sabe que nem todo corte é reto! Uma outra série de equipamentos são as máquinas de corte e vinco. Aqui temos equipamentos pequenos que usam facas gráficas (chamadas de mesa), ploters de recorte, máquinas pesadas de corte e vinco (tipo tipográficas), automatizadas como as de flexografia e até mesmo máquinas a laser.

Posso citar muitas outras máquinas como tipografias, hot stamp, relevo seco, relevo americano e muito mais.

Agora, imagine ter todas as máquinas aqui citadas, em seus diversos tamanhos, de modo a atender todo tipo de cliente que aparecesse. Quanto isto iria custar? Imagine quantos funcionários seriam necessários para operar tudo isto? Lembre-se que um operador de corte e vinco tipográfico não saberá operar uma de mesa e vice e versa.

Funcionários – O item mais precioso!

Aqui está uma dos recursos mais escassos e valiosos.

Sem funcionários certos, não adianta ter equipamento nenhum.

Um bom funcionário, bem versátil e capacitado, elimina a necessidade de diversos funcionários e permite ter equipamentos mais modernos  com maior produção!

Por outro lado, funcionários com baixa capacidade só podem operar equipamentos mais simples e lentos, diminuindo muito a produtividade.

Daí a necessidade de pensar bem sobre este item. Muitas vezes é necessário escolher pessoas espertas e motivadas e investir na sua formação.

Além disso, temos que investir em bons salários, de modo a não perder estes funcionários.

A minha dica aqui é a seguinte. Não é quanto se paga que segura os funcionários e sim o ambiente de trabalho e a motivação. Não podemos pagar pouco, pois muitos estarão oferecendo mais que você e a chance de perder o funcionário será grande.

Mas se o clima organizacional é muito bom e a motivação é excelente, quem vai arriscar sair desta excelente empresa para receber quase a mesma coisa?

Pense bem ao fazer seu plano de negócios neste item. Veja se tem pessoal disponível para operar os equipamentos necessários.

Vale até a pena, contratar os funcionários antes de adquirir os equipamentos. Assim você envolve o mesmo na escolha, motivando-o a usar o equipamento (que para ele vai ser um “brinquedinho” novo) e pode aproveitar para ter o treinamento apropriado por parte da revenda dos equipamentos.

montargrafica03

Juntando tudo!

Agora já temos clientes escolhidos, produtos definidos, equipamentos comprados, funcionários admitidos, tudo seguindo seu plano de negócio.

Agora é só juntar com uma boa administração, cuidar dos aspectos legais, botar vendedores na rua… ou seja, abrir o negócio e ir a luta.

Vale lembrar aqui que as coisas não correrão as mil maravilhas!

Haverá a necessidade de fazer ajustes no caminho. Seu mercado pode mudar. Equipamentos e funcionários, podem não funcionar como o prometido.

Tem também que manter as contas no azul por algum tempo, mesmo sem depender das vendas. No início aparecerão muito poucos clientes. Com o tempo eles aumentarão em número.

Para este momento inicial, temos que ter recursos em abundância para não quebrarmos.

A maioria das empresas morre por causa de falta de Fluxo de caixa. O dinheiro para alimentar a empresa nestes primeiros momentos. Fique muito alerta quanto a isto. Ouça seu administrador ou contrate um consultor administrativo.

Se precisar eu estou aqui!!! Pode me contratar!!!

Conclusão

Abrir uma gráfica, mesmo pequena, não é uma tarefa a ser feita de modo displicente.

Mesmo que seja chato, é muito necessário fazer um plano de negócios.

Você vai perceber que, mesmo que mudemos ele com o passar dos tempos, ele vai te dar os alertas que algo está correndo fora do esperado. Vai te dar tempo de ajustar o rumo antes de quebrar.

Se não tiver esta bússola, você pode se perder no caminho e morrer de fome.

Espero que tenham gostado desta postagem.

Aproveito aqui para pedir desculpas por ter atrasado com as postagens. Acontece que tanto eu como o Liute estamos passando por dificuldades momentâneas de grana e isto afetou um pouco a nossa rotina normal.

Precisando da gente é só contactar!

Abraços a todos!

Curso de Photoshop
52 Flares Twitter 5 Facebook 45 Google+ 2 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 52 Flares ×

45 comentários

  1. Reinaldo Nunes

    Bom dia ! gostaria de saber sobre oq vc disse na postagem que se precisasse de vc para um consultor administrativo poderia te contratar,
    Gostaria de saber algumas opiniao sua e algumas dicas,
    se poder me ajudar com algumas dicas estarei online no meu email ou no meu facebook, que tem o msm email!!!
    ai te passo oque acontece tudo certinho e vc me passa algumas dicas se puder!!!
    Acompanho quase todo dia suas postagem e por isso que gostaria de saber a tua opinião pq quase todas das suas postagem falam diretamente noque enfluencia no dia a dia de onde estou atuando!!! e ajuda muito kkk
    Agradeço desde já pela atenção

    Tenha um boa tarde!!

    Reinaldo Nunes

  2. Sergio setubal

    oi sou de sao luis ma,gostei das dicas queria saber se quem tem esperiencia como impressor fica mais facil ja que tenho mais de10anos de grafica

    • Paulo Valle
      Author

      Sergio,
      Pode ajudar e pode atrapalhar.
      Se você era um profissional antenado com as mudanças de mercado e estava atento as mudanças e não tem medo de tecnologia, a sua experiência será muito bem vinda e pode ajudar muito.
      Mas se você ficou “bitolado” somente no trabalho de impressão, pode acabar limitando a sua empresa apenas a esta atividade, fadando ela ao fracasso. Se for este o caso, terá que ter muito trabalho para corrigir os velhos vícios. É o que aconteceu com os tipógrafos, que não se atualizaram aderindo a informática, perdendo totalmente seus mercados. NO caso da offset, as máquinas digitais estão entrando pesado e tiragens com menos de 5000 impressões devem em breve ser feitas exclusivamente nestas máquinas… e nesse caso a sua experiência vai valer muito pouco.
      Então, mantenha-se sempre atualizado. Esse blog aqui é um bom local para começar!
      Abraços,

  3. Paulo

    eu e meu socio estamos analisando a possibilidade de montar uma pequena grafica com objetivo de atender nossa carteira de clientes de embalagens plasticas.
    Realmente, voce tem razão PLANO DE NEGOCIOS, sabemos o objetivo, temos clientes, somos do ramo industrial, como sitei acima, não sabemos como definir os equipamentos que inicialmente iremos precisar.

    Ja temos definido as etapas de mercado que pretendemos atuar, pergunta

    Existe a possibilidade de voce prestar uma consultoria nessa fase inicial?

    aguardo

    • Paulo Valle
      Author

      Sim! Existe.
      Embora não seja especialista em termos de embalagens plásticas, posso ajudar você a fazer um plano de negócios, analisar a demanda futura, e fixar uma meta para servir de base na pesquisa de máquinas.
      Tenho também contatos na área de equipamentos que podem ser uteis.
      Estou no Rio de Janeiro! E vocês?
      Abraços,

  4. antonio

    Possuo um espaço em minha loja, ou seja, jé tenho uma lan house há 12 anos e sempre fui adicionando novos serviços como manutenção de celulares, micros computadores, manutenção em impressoras, maquinas fotográficas, vídeo game, tablet, ipad, iphone, serviços de chaveiro, carimbo, recarga de cartuchos e venda de produtos para microcomputadores e celulares.Todos os serviços são bem separados tendo uma boa disposição e estava querendo montar uma mini gráfica para atender inicialmente pequenos clientes com a produções de convites, cartões, panfletos, imãs calendários, e etc.
    Mas não sei qual ou quais impressoras devo comprar para esse tipo de serviço e outros equipamentos devo comprar, hoje faço serviço de encadernação possuo 1 guilhotina, 1 perfuradora, vários microcomputadores.

    • Paulo Valle
      Author

      Antonio,
      Começa terceirizando a impressão em gráficas como AtualCard, Padrão Color, Futura Imbatível e outras.
      Depois coloca uma laser colorida de produção para atender os apresadinhos, cobrando mais caro.
      Abraços,

  5. Olá Paulo,

    Muito boa a Materia, meus parabens, Bem… eu e Minha amiga estamos querendo montar uma “Mini Grafica” trabalharemos com Convites, Cartoes entre outras coisas de pequeno porte. Gostaria de Saber:
    1- QUal o Orçamento Inicial que vc indicaria?
    2- Quais os equipamentos Necessários para iniciar nesse pequeno negócio, pois já temos o Local (Uma casa bem no centro, cujo está vazia, temos computadores de desempenho muito bom, e eu sou Design Gráfico)
    3- Onde eu conseguiria os equipamentos aqui no Rio de Janeiro?

    Grato

    Gabryel Pinho

  6. Angelica

    Olá Paulo,

    Eu e meu marido estamos pensando em abrir uma gráfica rápida, ele já trabalha como design gráfico e produz sites de pequeno porte, eu sou formada em administração, hoje oferecemos, de forma autônoma, quase todo tipo de serviço gráfico e com excessão do trabalho de designer terceirizamos todo o resto.
    Poderia nos ajudar?!?

  7. Catia de Oliveira

    Boa tardeeee!!

    A muito tempo venho à procura de informações que estão em seu bog, de uma maneira concreta e facil de entender.
    Sou formada em Administração de empresas e em RH, mas desde 2010 estou muito interessada em abrir uma pequena grafica, e infelizmente não tenho informações sobre a primeiro passo. Sei que tenho que fazer um planejamento “plano de negocios”. O meu publico alvo é festa de casamneto, gostaria de aprender a personalizar e a tb confeccionar convites de casamentos, para isso preciso aprender tudo sobre grafica, quais os tipos de papeis a ser usado, equipamentos, programas…..etc. Alem de todas essas duvidas, gostaria de saber sobre a arte, como posso adquiri-la.
    Agradeço pela sua atenção

    • Paulo Valle
      Author

      Catia,
      Tem outra postagem que se encaixa melhor no seu ramo: http://www.cardquali.com/grafica-montando-um-pequeno-bureau/
      Para conseguir fazer a arte você vai precisar de um arte finalista. Pode conseguir através do mercado livre (eu faço e anuncio lá também) ou pode entrar no workana e cadastrar um projeto – http://www.workana.com.br
      Depois que se acertar com o freelance ou contratar alguém, não vai ter mais dificuldade. Experimenta colocar um anuncio no infojobs… em alguns ramos eu conseguia mais de 50 curriculos da noite pro dia literalmente (das 18 hs até as 9 hs do dia seguinte). Experimenta!!!
      Abraços,

  8. Airton Silva

    Eu sempre tive vontade de montar meu próprio negocio e sempre me interessei por artes digitais,
    Esse Post Me deu uma luz sobre oque realmente é esse mercado ! Muito Bom !!!!
    Obrigado Pelas dicas !

  9. NATASSIA SILVA

    ola como vai? tenho dúvidas queria saber se você pode me ajudar. comecei no ramo de personalizados para festa comecei apenas com rótulos tags mais a concorrência é grande e agora clientes sempre perguntam sobre caixinhas de vários formatos não sou designer gráfica profissional aprendi tudo que sei sozinha mais dou conta do recado mais a minha dúvida é sobre qual a melhor impressora para investir? pois a minha é de mesa e as tintas acabam muito rápido e quando tem grandes encomendas fica muito demorado pra terminar e entregar com pontualidade você pode me ajudar desde já agradeço.

    • Paulo Valle
      Author

      Dicas para o seu caso.
      Para imprimir em casa tem que usar bulkink e ter uma impressora resistente. Eu uso uma epson 355 jato de tinta, mas não faço produção em massa. O custo dela é bem baixo, mas considero ela lenta.
      A impressão em qualidade, com papel fotográfico fica excelente, não perdendo nada em relação as laser do mercado. Mas são cerca de 3 minutos imprimindo uma página.
      Eu testei a hp oficejet pro X e achei excelente. Te gente vendendo ela com bulkink no mercado livre a R$ 2000. São mais de 30 páginas por minutos (testadas por mim) com qualidade superior a minha epson. Indico a todos pequenos gráficos. A tinta é a prova dagua mesmo.
      Para trabalhos maiores é bom ter uma impressora A3… a officejet A3 ainda não está no mercado.
      Ouyra dica: Terceirize parte da produção em empresas como a AtualCard. você vai ganhar em produtividade. Aqui no Rio eu uso a Padrão Color.

  10. Priscilla

    Ola, tenho vontade de abrir um negócio nesse ramo por causa do curso q faço! Porem não tenho renda para começar! Seria uma boa ideia terceirizar? Eu fazendo as artes e mandando uma outra empresa para terminar o processo! Quanto poderia cobrar ? Para poder ter um lucro. Vale a pena? Posso abrir uma mini gráfica legalizada, tipo CNPJ, nota fiscal…? Imprimindo por outra empresa? Desde já agradeço ;)

    • Paulo Valle
      Author

      Priscila,
      Você está no mesmo pé que eu.
      Estou começando com renda zero (e uns 50 mil de dívidas)… portanto dá tranquilo. O maior problema vai ser no dinheiro para fluxo de caixa (tempo de receber do cliente, pagando a vista aos fornecedores). É o que atrapalha mais.
      Para saber quanto cobrar dá uma lida nesse post http://www.cardquali.com/quanto-ganha-um-designer/
      Eu coloco de 1,25 x a 1,6 x trabalhando pela web. Visitando indico de 2x a 2,5 x. Mas faz as contas do artigo direitinho e descobre a sua necessidade.
      Acho que vale a pena,mas não é fácil como qualquer negócio. Nem todo negócio se consegue começar com investimento tão baixo (tudo se terceiriza).
      Na ultima pergunta sobre legalizar pegando serviços de terceiro. Se você abrisse uma loja de roupas, iria fabricar tudo ou comprar de terceiros. Se montar um bar, vai fabricar os seus refrigerantes?
      É claro que se pode terceiriza… é só lançar (ou não) as notas direitinhas e tomar cuidado com os impostos e margens de lucro.
      Abraços,

  11. cristiano

    Estou abrindo uma papelaria gráfica e loja de informatica. quase tudo da gráfica vai ser terceirizado no começo, na minha loja alem do ótimo espaço para papelaria farei vitrines com produtos da gráfica. também vamos atacar com vendedores atendendo pessoas físicas e jurídicas. estou muito confiante pois em minha cidade não é comum esse atendimento porta a porta. Meu sócio fara as artes o mesmo já trabalha com isso em casa. Não conseguimos preço para fazer blocos( receituários, recibos e etc) que maquina é usada pra colar esse tipo de material? quanto custa? que dicas vc nos dar para esse começo? é possível ser feito uma consultoria a distancia? qual o numero do seu telefone?

    • Paulo Valle
      Author

      Para fazer blocos só precisa de uma boa guilhotina.
      O processo é o seguinte… imprime o papel. Bate ele direitinho… Faz um corte no local que vai levar a cola… coloca ela na borda da bancada com pesos encima (marmore, granito ou uma prensa)… faz sulcos transversais a folha na área de cola para a cola penetrar bem… tenta ir a uns 1 mm por sulco… passar a cola e aguardar secar.
      Se for bloco tem que incluir a fase da serrilha (tem que ter a serrilhadeira ou picotadeira elétrica ou manual) e após a cola deve-se rampear com grampeadores próprios para blocos (tem uns manuais por uns R$ 100 no mercado). A guilhotina mais barata são aquelas para 200 folhas… sendo maior é melhor… pode ser manual mesmo.
      Precisando falar mais pode mandar um email.
      Abraços,

  12. Marcos

    Ola pessoal, uma boa dica que repasso e de uma pequena maquina que vi um amigo usando que serve para perfurar o papel para poder destacar depois, ele ganha um bom dinheiro fazendo canhoto de pedido, talao de rifa, recibos etc E um aparelho simples mas que faz o serviço direitinho. O site e http://www.serrilhadeiraportatil.com.br
    Abraço

  13. don diego

    ola amigos, me chamo diego tenho 16 anos e fiz curso de coreldraw, prentendo montar uma pequena “grafica”, ja trabalhei em uma empresa de comunicação visual por um ano, operando impressoras de 5 metros de ancho (imprimax) e pquenas inpressoras de mesa, caso precisem de alguma ajuda\tercerização, este é meu email, trabalho somente com coreldraw no momento.

    diegodanger151@gmail.com

  14. Ayane Feitoza

    Olá,
    Gostaria de alguns conselhos.
    Minha mãe tem uma distribuidora de cosméticos, e vamos abrir uma estamparia de sublimação para fazer camisetas e brindes personalizados – com a identidade visual de nossos clientes- (Com foco nas camisetas).
    Sabemos que a grande maioria vai querer camisetas pretas com os logos em branco.

    Temos muitos dúvidas quanto aos equipamentos que vamos comprar, a única máquina que temos certeza que compraremos é a Prensa Térmica Combo 8×1.
    Quais equipamentos vocês me indicam para este tipo e tamanho de produção. ? (Impressoras, Miniplotter de recorte, papéis, etc)

    Att,
    Ayane Feitoza

    • Paulo Valle
      Author

      Ayane,
      O equipamento que você está pensando já resolve.
      Eu avaliaria se não é melhor ter equipamentos separados para ter mais produção… mas aí é uma questão de fazer conta da compra em separado e a compra da 8 em 1.
      A questão do fundo preto não se refere ao equipamento e sim ao papel para sublimação, que é diferente e tem uma cobertura (camada) branca para permitir a passagem da tinta sem problemas.
      Faça um cursinho sobre transfer e sublimação antes. Aqui nesse link tem um que eu achei (mas não fiz ainda): http://www.mundotransfer.com.br/
      Abraços,

  15. Tony Paulo

    Ola amigos.
    Sou o Tony Paulo sou de Luanda-Angola e venho acompanhado o CardQuali a um bom tempo…
    Sou Designer Gráfico algum tempo, e comecei a trabalhar profissionalmente na mesma area já a um ano numa das gráficas cá na minha cidade, neste momento pretende mos abrir a nossa pequena gráfica eu e a minha irmã, e pretendo adquirir as impressoras Konica Minolta C250 e a impressora Laserjet Color da HPCP 5525, e ainda gliotina, a questão é, será que vou adquirir as maquinas certas (no que concerne a impressão)?

    Desde já muito obrigado pelas dicas, tens sido um incentivo pra mim sr. Paulo Valle. Deus vós abençoe.

    • Paulo Valle
      Author

      Tony Paulo,
      Não conheço a realidade do seu país e o que há disponível por aí.
      As impressoras laser tem um custo de impressão relativamente altos. Elas são feitas para pequenas tiragens.
      As offsets tem um custo alto de aquisição e de startup de impressão, mas logo se pagam pela alta produção e baixo custo dos impressos.
      Uma pequena gráfica com uma copiadora colorida como as citadas e uma guilhotina capaz de cortar uns 2 cm ou mais de folhas já dá para começar em qualquer lugar.
      Mas você vai oferecer por exemplo 1000 cartões por uns R$ 150 com um custo de uns R$ 100 para fabricação. Panfletos nem pensar, só pequenas tiragens.
      Com uma offset monocolor de bom tamanho e uma guilhotina maior e uma imagesseter, possivelmente você conseguirá atender um grande número de pequenas gráficas do seu país e pode se tornar um líder na sua região. Com uma offset de uma cor, pode-se passar o papel 4 vezes na máquina, mudando a cor básica usada e obtendo-se policromias de boa qualidade. Não sei se alguém já fez isso por aí.
      Se eu fosse você estudaria esse mercado pois pode ser uma grande oportunidade. Se quiser conversar mais a respeito e me passar um pouco da realidade de seu país estou a sua disposição.
      Abraços,

  16. Marcelo

    Ola Paulo,

    Venho acompanhando o Clube do Desing e CardQuali a um tempo, e estou estudando na área de Computação Gráfica. Estou com interesse em iniciar uma gráfica rápida, para posteriormente englobar com meus outros projetos com foco em desing gráfico e artes (Albuns fotográficos, desenvolvimento de marcas, cartões, panfletos, brindes, websites, e desing de interiores).

    Porém, nao tenho conhecimento nesta área ainda, quanto a materias e equipamentos, e este é um dos pontos que preciso para montar meu plano de negócio de forma clara, na questão de investimentos e análise de mercado.

    Posso contar com a sua ajuda? Gostaria de algumas informações básicas pois vejo que você possui um grande conhecimento na área, e gostei muito do seu trabalho.

    Gostaria de poder contar com você, tenho 22 anos, e sou formado em administração, estou na fase de estudo pra saber se valerá a pena investir neste ramo como segundo job (A princípio mantendo meu trabalho CLT normalmente até que as coisas evoluam). Quanto a disponibilidade, quero inserir meus familiares (Mãe e irmãs), principalmente na parte mais operacional, visto que elas possuem tal disponibilidade e procuro algo bem familiar.

    Grande abraço, e aguardo seu retorno.

    Marcelo Santos

    E-mail: marcelo.satch@hotmail.com

  17. Marcos Roberto Gaudêncio

    Bom dia, Paulo Valle.

    Não sou da área gráfica, mas pretendo abrir uma gráfica de pequeno porte.
    Achei muito interesante sua postagem e gostaria, se possível, de sua ajuda com dicas.
    Seria possível me informar, quais equipamentos que precisarei para montar uma gráfica de pequeno porte?

    Desde já, agradeço sua atenção.

    Marcos

    • Paulo Valle
      Author

      Marcos,
      Minha dica para tpdps que querem ingressar na área é: Começe revendendo produtos de distribuidores. Quando houver uma boa clientela pense em se estabelecer, deixando um bom capital de giro. Uma vez estabelecido se foque em fazer as artes finais e atender pequenas demandas… todo o restante continue terceirizando. Só compre equipamentos pesados quando souber exatamente onde está pisando.
      No inicio o equipamento é um notebook. Em seguida uma impressora para provas (hoje não é muito necessário pois o notebook e email substituem), pequenas tiragens e guilhotina pequena (2 cm de boca por 30 ou 40 cm de largura, manual mesma. Depois pequenas máquinas para crachá, laminadoras, encadernadoras, transfer e sublimação e as prensas de transfer. Depois pode investir numa boa máquina de impressão digital como a Ricoh 6000 ou um plotter. Só depois pensa em gastar com offset 4 cores e guilhotina grande. Em alguns lugares pode valer a pena colocar uma offset monocromática… dá até para fazer policromia com algumas delas tendo um bom impressor… mas deixa isso para quando estiver bem por dentro do ramo.
      Abraços,

  18. Gleidson Sousa

    Caro parceiro gostei mioto o seu blogue. Eu sou leigo nessa área de gráfica, mas queria montar uma pra mim, ja fiz algumas artes para uma ou outra empresa da área, e dai pensei em montar uma pra mim. como não tenho experiência na área gostaria de receber em meu email o nome e preço dos equipamentos necessários para poder abrir uma grafica rápida. estou ancioso por um orçamento, que inclua desde a impressora. Meus trabalhos seriam basicamente estes: Cartões de visita, calendário, convites, recibos, blocos para comércios, estampa em camisas, panfletos, cartazes, ingressos, etc. espero que me compreenda.

    • Paulo Valle
      Author

      Gleidson,
      Primeiro vai com calma e lê este artigo:
      http://www.cardquali.com/quer-montar-uma-grafica-dicas-para-iniciantes/
      Não tem mágica… se sair comprando equipamento sem nenhuma experiencia na área vai quebrar.
      daí a necessidade de começar vendendo serviços dos outros ou trabalhando para alguém… depois ir se equipando para montar um bureau ou copiadora, depois migrar para uma pequena gráfica e ir crescendo até chegar a uma grande parque gráfico.
      Se quiser fazer tudo por conta própria com preço competitivo vai precisar de somente uns R$ 2 milhoes em equipámentos… tem essa grana toda? Mesmo assim se não tiver cliente quebra!!!
      Lê o artigo e cata os outros citados no artigo e começa a se preparar.
      Um grande abraço!

  19. Alcivan

    Olá, Paulo Valle, tenho o início de uma gráfica, tenho clientes, já ofereço alguns trabalhos para eles, mas gostaria de saber qual off set é melhor para comprar, que não seja muito cara. abraços.

    • Paulo Valle
      Author

      Alcivan,
      Antes de responder essa pergunta, responde uma pergunta minha… que tipo de serviço pretende rodar na offset? Você tem experiencia numa máquina dessas?
      Trabalhar com uma offset é bem diferente de uma impressora de mesa (jato de tinta ou laser). Ela depende muito do operador. geralmente além da compra de uma máquina dessas temos que bancar o salario de uma pessoa habilitada na área.
      Existem desde offsets de pequeno porte, próprias para fazer impressões em 1 unica cor em papel A4 (formato 8) até máquinas caríssimas com vários castelos.
      dando uma idéia de preços… uma multilit F8 sai por uns R$ 4 a R$ 8 mil usada (bem usada). Uma Solna F2 pé de galinha sai por uns R$ 15 a R$ 20 mil… ambas são monocromáticas. Com a Solna e um bom impressor é possível fazer trabalhos coloridos em policromia passando o papel várias vezes na máquina (4 passadas com limpeza da máquina entre as operações). Uma bicolor sai um pouco mais caro… em torno de uns R$ 50 mil… as máquinas de 4 cores ficam na faixa do R$ 200 mil para cima… fazendo importação direta consegue-se por uns R$ 100 mil, mas com alguns riscos (alfandegários, manutenção inicial, perda da máquina em casos de falhas graves)… existem firmas especializadas em trazer esses equipamentos.
      Me responde ou faz contato direto, passando o orçamento e a sua pretenção que eu tento ajudar.
      Abraços,

  20. Patrick Marques

    Olá Paulo,

    Estou começando a fazer pequenos trabalhos gráficos em minha cidade e já consegui perceber o alto potencial de vendas aqui (Já descrito em meu Plano de Negócios), acredito que o principal motivo seja a distância da cidade que tem gráficas de alta capacidade (cerca de 120km).

    Imprimi alguns panfletos políticos aqui, cerca de 2000 em papel A4 e cortando com guilhotina manual, utilizando o fireworks eu mesmo crio as artes, o resultado ficou de regular pra bom, pois a impressora não tem essa finalidade.

    Tenho uma Canon Pixma MG3510, um amigo está me vendendo sua Epson T1110 com bulk ink por R$ 1.200,00. Para fazer este trabalho de panfletos, convites, santinhos, cartões… você acha viável? tenho no momento R$ 2.000,00 disponível para compra da impressora, tmb não pago aluguel pois já tenho o ponto, minha cidade não tem outra gráfica e meu irmão trabalha com recarga de cartuchos… o que acha?

    • Paulo Valle
      Author

      Dicas:
      1. terceirizar numa grande gráfica como a AtualCard ou zap gráfica fica mais em conta e com qualidade ótima.
      2. Dá uma olhada no nosso curso de Corel Draw e Photoshop grátis e nos cursos pagos do cursos 24 horas (links na lateral)… Fireworks não é indicado para gráfica.
      3. O custo na Jato de tinta acaba saindo mais caro do que terceirizando. Pequenas tiragens são viáveis, como no caso dos santinhos, convites e cartões em pequenas tiragens. Dá uma olhada nesse papel fotográfico deste anuncio: http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-586994151-100-folhas-papel-glossy-fotografico-prova-dagua-240g-a4-_JM – ele vai levar a sua impressão em jatoi de tinta para um novo patamar e não é tão caro assim… procura o anuncio certo para a marca da sua impressora (usa as perguntas que o vendedor indica).
      4. A sua cidade parece propícia para trabalhar com serviços feitos em máquinas pequenas… vai em frente.
      5. tenho um monte de postagens indicando impressoras baratas, guilhotinas, etc… dá uma lida.

      Abraços,

  21. Carolina

    Olá Paulo,

    Estou montando uma editora e já tenho vários livros em processo de diagramação e capa. Me ocorreu que ao invés de mandar imprimir em gráfica eu poderia eu mesma comprar os equipamentos para a impressão e encadernação dos livros. Faria tudo eu mesma, sem funcionários. Você acha que o custo compensa? Existe uma redução de custos significativa? A complexidade do processo de encadernação poderia ser demais para mim?

    Abraços,

    Carolina

    • Paulo Valle
      Author

      Carolina,
      Inicialmente é bom falar que não é fácil montar um livro. É algo que exige bastante conhecimento. É muito trabalhosos.
      Digo isso porque eu fazia livros baratos para os escritores da área de Campo Grande – no suburbio do livro.
      Na época (10 anos atrás) eu imprimia em jato de tinta, protegia com contact ou laminava (quando dava tempo). Fazia o miolo num duplicador e colava as páginas com cola de madeira.
      O resultado era bastante amador, mas servi para o propósito dos escritores de fazer 50 ou 100 exemplares para vender ou dar aos amigos.
      Se voc~e quer fazer esse serviço com boa qualidade você precisa de uma boa impressora laser colorida nos moldes de uma Riso 6000 (ou até inferior um pouco), uma laminadora de pequeno porte para BOPP (fosco ou brilho), Uma impressora monocromática com bom custo (a riso atende mas sobe o custo de impressão um pouco), uma guilhotina (pode ser manual mas sugiro pelo menos uns 50 cm de largura e uns 4 cm de altura de corte para ficar leve no uso) e um equipamento chamado mini-binder que faz a colagem e aplicação das capas com qualidade. Você vai gastar de 15 mil a 70 mil nesses equipamentos dependendo se serão novos ou usados. Se você acha que vale a pena começa entrando no youtube para ver o funcionamento deles.
      precisando pede ajuda pra gente.
      Abraços,

      • Carolina

        Obrigado Paulo,

        Realmente, depois de pesquisar um pouco eu cheguei a conclusão de que sai mais barato e eviita muita dor de cabeça simplesmente dar o livro na mão de uma gráfica!

        Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>