Papel couchê – Saiba o que é!

37 Flares Twitter 7 Facebook 30 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 37 Flares ×

Um dos papeis mais usados no ramo gráfico é o papel couchê. Mas muitos clientes perguntam como é esse papel e não entendem por que ele é tão usado. Entenda agora como é feito o papel couchê!

Papeis com cobertura e sem cobertura

Antes de começar, devemos entender o que diferencia um papel couchê dos papeis comuns (sulfite). A diferença básica é que o couchê recebe produtos como carbonato de cálcio, caulin, látex e outras coisinhas mais, que protegem as fibras do papel e o deixam mais liso. Com isso, a impressão fica mais superficial, deixando uma camada de tinta mais brilhante, pois há pouca absorção pelo papel. E é por isso que este papel é tão usado… ele deixa os impressos mais brilhantes, mais vistosos.

Se você usar o mesmo equipamento e imprimir algumas folhas em papel couchê e outras em papel sulfite, de mesma gramatura, perceberá que a impressão no couchê é mais viva. Aí como consumidor, você prefere a impressão no papel couchê ou no sulfite? Acertou… a preferência é pelo papel couchê!

Couchê L1 ou Couchê L2? Qual a diferença?

Taí… essa eu aprendi agora, embora já tivesse ouvido os termos. Eu sempre comprava o L2 e nem sabia por quê!

O papel couchê L1 só leva cobertura numa das faces. Ele é muito usado em embalagens. Do lado da cobertura fazemos a impressão.No lado poroso aplicamos a cola para acoplar ao papel ondulado.Bacana, né? O papel couchê L2 leva cobertura em ambas as faces. Ele é muito usado em panfletos, folders, livros e revistas. Daí ser o único que eu conhecia. Eu não trabalhava com embalagens! Eu aprendi agora… e você tem a informação fresquinha na cabeça.

Melhor, mas nem sempre!

Já falei que o papel couchê leva uma cobertura que deixa a tinta mais superficial e consequentemente mais brilhante. Mas aquele cara que comprou correndo o papel couchê para rodar na sua jato de tinta se decepcionou! Borrou tudo! Acontece que algumas tintas secam mais rapidamente que outras. As tintas a base de óleo secam rápido e podem ser aplicadas sem problemas ao papel couchê. É o caso de todas as offset, algumas plotadoras e quase nenhuma jato de tinta. O toner também pode dar problema ao ser aplicado no papel couchê. Então, antes de sair comprando resmas e resmas de papel couchê, é bom testar o equipamento que vai fazer a impressão.

papel couchê fosco ou brilho

Couchê brilho ou fosco?

Aqui vai outro termo que encontramos no mercado. Lembra que eu falei que o papel couchê pode borrar a impressão (ou soltar no caso da laser)? Isto só vale para o couchê brilho!

Sabendo desta limitação de impressão, os fabricantes de papel mudaram os materiais usados para “selar” a superfície, trocando por outros que deixam a superfície lisa, mas permitem um pouco de absorção. Com isso, consegue-se que uma maior gama de impressoras e tintas consigam imprimir sobre este papel. Sabendo disso, teste na sua impressora tanto o papel couchê brilho como o papel couchê fosco. Você pode se surpreender com os resultados.

Por que o nome couchê?

Mais uma curiosidade a ser aprendida:

Couchê significa camada em francês! E tem tudo a ver… é um papel que tem uma camada impermeabilizante. A tinta fica do lado de fora e seca por lá (ou escorre se não for apropriada).

Impressoras Jato de Tinta imprimem em couchê?

Para vocês verem como as informações acabam ficando velhas! Li num artigo que impressora jato de tinta não imprime no papel couchê. Mas isso não é mais verdade! Existem impressoras recentemente lançadas que usam tintas pigmentadas com base de óleo. A Epson tem algumas destas tintas! Não sei se as outras empresas já desenvolveram algo similar. Mas, hoje, algumas impressoras jato de tinta e ploters imprimem em papel couchê… mas ainda são raras no mercado.

O papel couchê é mais caro?

Sim! O papel couchê custa mais do que o papel sulfite! E Isto é fácil de entender! Fazemos o papel sulfite, para então depois aplicar o revestimento (cobertura). Por isso sai mais caro… o processo é mais demorado e os insumos acabam saindo mais caro. Mas você percebeu que este papel é bem popular aqui no Brasil?

Sabe por que?

Nosso país é o maior produtor do caulim, um dos insumos principais do papel couchê. Os demais insumos também são facilmente encontrados por aqui. Daí, se me falarem que temos os melhores papel couchê do mundo, dá até para acreditar, pois somos detentores tanto de tecnologia como dos insumos.

couche02

Quem fabrica e onde encontrar?

Essa que era para ser uma das perguntas mais fáceis, acabou sendo uma das mais difíceis. Pesquisando pela web quase não se acham os fabricantes de papel couchê. Eu sei por experiência que quase todos os fabricantes nacionais tem a sua versão de papel couchê, mas tem o péssimo hábito de batizar ele com outros nomes, dificultando a busca.

A Suzano, representada nacionalmente pela KSR, tem este papel e merecem destaque por usarem o nome correto. Nas pesquisas procure por papeis revestidos… o couchê vai estar lá no meio dele. Seguem os links:

SUZANOhttp://www.suzano.com.br/portal/suzano-papel-e-celulose/produtos-1.htm

KSRhttp://www.sppksr.com.br/portal/home.htm

Se você está perdido (como eu) para achar informações pela internet, o link abaixo é do sindicado Nacional do Comércio Atacadista de Papel e Papelão e pode ser um bom começo nas suas pesquisas.

SINAPELhttp://www.sinapel.com.br/fabricantes.htm

Pelos links da SINAPEL vai dar para encontrar que fabrica e vende papel couchê aqui no Brasil.

E por que o couchê é difícil de encontrar?

Os pequenos gráficos espalhados pelo Brasil tem tido dificuldade de comprar papel couchê. Isto se deve a ele ser vendido geralmente no comércio atacadista, em folhas grandes (66×96 cm ou maior). Aqueles que tem impressoras A3 ou A4 precisam comprar as folhas grandes e cortá-las para trabalhar… e isso dificulta as coisas. Aqui no Rio, a Diplomata papéis, vende folhas em pequenas quantidades e corta no tamanho que precisamos. Os preços são acessíveis… uns 10 a 20% a mais que nos atacadistas.

Diplomata papeis – http://www.diplomata.com.br/

Se você vende este papel já cortado nos tamanhos A3 e A4 deixa o seu contato aqui nos comentários… quem sabe não arruma alguns clientes aí na sua região.

Continua com dificuldade?

Falei bastante sobre papel couchê para facilitar a sua vida. Mas mesmo com todos os links você pode vir a ter dificuldade em encontrar este papel. Se for o seu caso, nos contate que eu dou um jeito de comprar e enviar ele para você. Tem que ver se vai valer a pena… mas não sei onde você está… estou aqui para te ajudar.

Principais fornecedores de papel do Brasil

Gostou das informações? Está querendo achar fornecedores?

Com esta caixa de pesquisa aqui você poderá encontrar os principais fornecedores do Brasil.

Digite o papel procurado e boa sorte na pesquisa.

Custom Search

Se precisa saber um pouco mais sobre papel, tenta estes links:

Papel duplex, triplex, duodesign e outros mais

Fabricação do Papel – Um elemento indispensável

Entendendo de gramatura e tipos de papel

Papel couchê – Saiba o que é!

Espero que tenham gostado deste post.

Se é a sua primeira visita, que tal dar uma rodada pelo site para nos conhecer melhor… tem uns links aqui em baixo com algumas sugestões de postagens… dá para ir navegando por elas.

Um abraço a todos!

Até a próxima postagem!

Curso de Photoshop
37 Flares Twitter 7 Facebook 30 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 37 Flares ×

38 comentários

    • Paulo Valle
      Author

      Luiza,
      Continue com a gente. Se tiver sugestões para novas postagens é só usar os comentários.
      Fazemos 3 postagens semanais, mas devido as mudanças no tema, de provedor e os ataques dos hackers da ultima semana estamos meio em dívida com os leitores… logo, logo ajustamos o passo.
      Abraços,

  1. Patrícia

    Paulo, sempre acompanho o site. Parabéns pelos posts.
    Uma dúvida. Existe no mercado algum outro papel na mesma qualidade (ou próximo) do couchê que possa ser usado em jato de tinta (qualidade, brilho e gramatura)?

    • Paulo Valle
      Author

      Patrícia,
      Vai depender da sua impressora,pois as tintas variam bastante em qualidade.
      A Filiperson vende (ou vendia) uns papéis tanto finos como grossos (acho que 90, 120 e 180 g) que eram muito em jato de tinta. O que eles chamam de diplomata é liso e bem branco. O casca de ovo é o mais branco deles e é excelente na jato de tinta, mas tem uma textura diferenciada… eu usei muito ele para convites.
      Como tem tempo que não compro desses papeis não tem como te dizer onde vende… a Kalunga é uma opção que tem desses papeis, mas tem que testar dependendo d fabricante. O couchê borra na maioria das impressoras e por isso é mais difícil de comprar no comércio comum. O couchê fosco funciona em algumas impressoras.
      Como falei antes, estes papéis tem em 90, 120 e 180 g. Para mais que isso tem que comprar folhas grandes e cortar. A linha Supremo da Suzano deve funcionar… mas nunca testei.

      • Dimas Brito

        Creio que no caso da Patrícia, o papel Grossy é uma boa opção. Um pouco mais caro que o couchê (800 folhas a3 gramatura 135 custa cerca de R$ 170, mas a qualidade é bem superior, inclusive no brilho). Aproveitando o espaço do comentário, gostaria de deixar uma pergunta para todos do site: É possível aplicar verniz UV no papel Couchê manualmente sem o auxilio das técnicas e serigrafia? …por exemplo: com pistola ou mesmo o verniz spray (para papel)que encontramos nas lojas de tintas convencionais.

        • Paulo Valle
          Author

          Dimas,
          Acho que não dá nem para cogitar o uso do papel glossy para fazer convites. A preço de mercado o custo dela com papel e impressão vai ser infinitamente superior ao que sairia terceirizando a impressão numa dessas copiadoras com laser colorido ou mesmo usando fotografia. Para tirar 1 ou outra amostra, tudo bem, mas para imprimir 25 a 50 folhas direto, não dá. O custo de 1 folha glossy equivale a quase 10 das opções (caras) que eu dei. O preço que você tem para a glossy é irreal no mercado de varejo. O comércio está cobrando cerca de R$ 3 a folha A4. Estamos falando de convite… gramatura entre 180 g a 300 g. O Couchê comprado em quantidade sai a R$ 100 o pacote com 125 folhas 66×96 cm, ou seja, 1125 folhas A4 por cerca de R$ 100 em gramatura 250 g.
          Agora este teu fornecedor de papel glossy merece ser citado aqui. Tá barato pra caramba… pode ser uma opção para quem precisa de provas de cor.
          Respondendo agora a sua pergunta. O Verniz UV é aplicado numa máquina muito similar a uma offset (ou mesmo uma offset) acoplada a uma mesa de de cura UV (uma esteira com calor e luz UV de cerca de 1,5 m ou mais). Usar uma pistola ou rolinho, mesmo com verniz comum, que vende em papelarias sofisticadas, dará um resultado não homogênio e a folha enrola após aplicação… muito ruim mesmo… eu tentei.
          Acho que deva ser possível fazer o seu próprio equipamento de verniz, mas vai dar um trabalhinho e tanto.
          Abraços,

    • Patricia gramatura normalmente encontramos todos os papeis as varias gramaturas com relação a impressão em jato de tinta do papel couché a impressão nele por impressora epson tinta pigmentada fica perfeito e ele sendo fosco eu arisco na tinta corante impressora epson tbm e tinta de boa qualidade, desde que não tenha muitos detalhes fica muito bom

      Com relação ao uso de outro papel eu uso papel fotográfico de para substituir o couché o papel foto comprado em grande quantidade tem preços bons devido a qualidade de impressão pode ser usado uma gramatura inferior a usado no couché para folhetos e similares você pode usar o de 80, mas encontra de 75 qque eh muito bom para essa finalidade
      Depende muito do que vc vai fazer papel verge eh legal e o color plus não sei se pode por o link aqui mas procure papelaria universitária eles tem muitos papeis e a definição de cd um nas descrições, e como nosso amigo Paulo alertou com relação a compra de papel eles vendem por unidade tbm o que é bom par vc testar o melhor para cd aplicação

      • Paulo Valle
        Author

        Neviston,

        Vou colocar o link: http://www.papelariauniversitaria.com.br/
        Agora meus comentários. Não achei os preços bons para gráficos. Eu compro na Kalunga por valores menores o sulfite. Mas a loja é bem completa e para quem quer testar papeis é uma boa opção.
        Agora, quem vai trabalhar com gráfica direto não pode se basear nesses preços. São preços de varejo. Comprando o papel sulfite no atacado paga-se em torno de R$ 10 ou menos a resma, contra os R$ 14 da Universitária. Nessa época de começo de aulas tem gente que abaixa o papel sulfite até bem próximo do atacado. Já vi nas Americanas e na Casa e Vídeo isto acontecer.
        No atacado, o preço do couchê fica totalmente sem relação aos papeis fotográficos. Os R$ 0,20 da Universitária caem para cerca da metade ou menos. O mesmo acontece com todos os papeis, como o duplex e triplex.
        Os gráficos não podem se basear no preço de varejo. Para muitos, o preço de venda do produto impresso fica por menos que o preço de venda do papel sem impressão no varejo. Não acretita. Entra no site da AtualCard e pega o valor do panfleto A4 e vê o custo de 1 folha. 2500 A4 couchê 150 g R$ 439… ou seja, R$ 0,17 a folha… na Universitária unitário R$ 0,15 o A4.
        Agora, quem quer testar papel… fica a opção para comprar.
        Abraços,

        • Paulo muito obrigado pelas dicas e pela atenção,
          Com relação ao que falou do custo para gráficos eu concordo e na verdade é uma das maiores brigas atualmente para os pequenos de uns tempos para cá comprar maquinas ficou mais fácil , mas o papel ainda é difícil, no caso eu indiquei pensando no pessoal que esta estudando artes gráficas e não vai fazer impressão em grande escala, eu mesmo gosto de imprimir o que faço para ter uma ideia melhor de como ficou e no meu caso o papel couché não tem como eu testar, acabei sendo beneficiado com as dicas que vc me passou.
          Grande abraço ! Muito obrigado! Feliz Ano Novo !

          • Paulo Valle
            Author

            Valeu pelas suas dicas e sugestões.
            Sei que vai ajudar muita gente, por isso coloquei o link.
            O mercado normal é todo voltado para o Sulfite. Nesse papel a diferença entre as lojas e distribuidores é bem pequena.
            Já nos demais papéis a diferença é enorme. Muitas vezes mais que o dobro do valor.
            Não sei se você sabe, mas este post aqui é um dos recordistas no google e no nosso blog exatamente devido a esta carência.
            Mas espero ter ajudado!
            Abraços.

            • Patrícia

              Paulo e Neviston, obrigada pelas dicas. Trabalho com artigos infantis (marcadores de página, rótulos doces, imãs de geladeira, plaquinhas,tags…) e faço com o fotográfico, porém, gostaria mesmo é trabalhar com o couché que acho de melhor qualidade na impressão. O fotográfico é bom mas dependendo do que for imprimir, não fica muito bom (se uma imagem for muito pequena, por exemplo).
              Tenho pensado em comprar uma laser. Por acaso vcs já fizeram teste em alguma que possa indicar que faça a impressão no couché sem borrar?

              Abraços!

              Patrícia

              • Paulo Valle
                Author

                Patricia,

                Em teoria nenhuma laser borra. A jato de tinta borra porque usa tinta a base de água, que demora a secar. Ela necessita dos poros do papel para se fixar. O papel fotográfico tem uma camada de algo como pó de arroz que absorve bem a tinta permitindo usar camadas até mais espessas. O couchê tem uma camada de “cola” que sela a superfície para dar brilho. Essa mesma camada impede a absorção e secagem da tinta, deixando ela escorrer. As máquinas com eco-solvente não tem este problema, pois a tinta é com base em óleo, igual na offset.
                A laser usa tonner e calor. Em tese, toda laser consegue imprimir em couchê. Mas como estão fazendo lasers muito baratas por aí, pode ser que uma dessas novas não aqueça o suficiente e a “lisura” do couchê acabe por espalhar o tonner antes de aquecer. Ou seja, para a laser não funcionar a máquina tem que ser bem ruinzinha e o papel couchê bem vagabundo. Não sei de nenhum caso.
                Quanto a escolha da máquina. Quanto mais barata a impressora, menor a qualidade e mais caro o tonner. Tem muito fabricante que prefere ganhar na venda de tonner do que na venda da máquina. A diferença vai de R$ 2 por folha A4 impressa chegando a casa dos R$ 0,40 por folha A3… uma diferença e tanto para quem faz produção.
                Eu estou preparando um comparativo entre máquinas. Mas deve demorar ainda um pouco. Quem sabe lá pra março sai.
                Abraços,

  2. Nosrevelk Morais

    Olá, Paulo. Estou com um projeto de uma Revista com a primeira edição em 108 páginas, incluindo capa e fundo, com uma tiragem entre 10 mil e 15 unidades, mas gostaria de fazer por conta própria a impressão e o acabamento em costura de cola. Me dê uma luz, amigo, não consigo achar a quantidade de papel a um preço que seja mais em conta do que os próprios orçamentos finais de impressão, acabamento e contando com o papel das gráficas locais (cerca de 64 mil reais, com a capa em couché brilho L2 230g, miolo em couché fosco L2 115g). Me apresentaram algumas impressoras jato de tinta e outras laser da hp, me dizendo que já trabalham com papel couché sem grandes dificuldades, sabe algo sobre?
    Obrigado pela atenção e pelas informações.

    • Paulo Valle
      Author

      Cara,
      Achei o seu orçamento alto.
      Sempre que me pediram orçamentos deste tipo eu perdi para as editoras.
      Elas compram papel com redução de preço devido aos incentivos e em geral estão em locais com menor icms. Elas se especializaram em quantidade.
      A minha dica é sair das gráficas locais e começar a vasculhar as editoras.
      Vai numa boa banca de revistas (dessas de shopping, que pode folhear) e encontra revistas similares a qualidade que você pretende ter.
      Tenta achar qual a editara e anota.
      Depois procura elas na internet e faz contato/orçamento.
      Garanto que deve chegar a uma redução de uns 30 a 50% no seu valor.
      Esqueça impressora jato de tinta ou laser. Sua tiragem e qualidade esperada estão longe do que elas oferecem. O teu caso é offset de qualidade ou rotogravura.
      Para você ter uma idéia… se eu terceirizar a produção encima do meu fornecedor de panfletos para a tiragem de 15 mil custaria só de impressão com papel R$ 81 mil (o preço que eu pago).
      As editoras usam papeis em rolos e com montagem inline… uma revista dessa leva cerca de 3 horas para ser totalmente produzida por eles. É difícil para as gráficas convencionais disputarem preço.
      Eu tenho visto anuncio de uma tal gráfica rotativa… pode ser um bom começo. http://www.graficarotativa.com.br/
      Abraços,

  3. salete

    Muito esclarecedor,quero fazer impressão para decoupagem e li que tem que ser papel couchê com brilho e 90gr,impressora a laser,que na impressora com jato de tinta borra,eu tenho as duas,Epson Stylus cx 5600 e a Sansungs scx 3200 que é a laser ,tire a dúvida qual delas posso fazer a impressão.Obrigada

    • Paulo Valle
      Author

      Compra o papel couchê e testa. A laser deve pegar com certeza e a epson deve borrar com certeza… mas mesmo que não borre, não vai aguentar o processo de decoupage.
      Pode fazer sem medo, pois o papel couchê é superior ao chamex comum. O cuidado com a laser são os papeis mais sujos como o jornal.
      Abraços,

  4. evandro

    Comprei esse tipo de papel para cartão de visita, minha impressora é HP LASERJET CP1025, porém a impressão saiu borrada, saberia me dizer o porque, seé problema deconfiguração…

    • Paulo Valle
      Author

      Evandro,

      Normalmente as impressoras laser trabalham bem com o couchê. O ideal é usar o couchê fosco, que favorece a fixação do toner.
      Mas só testando mesmo.
      uanto a configuração, verifica se tem algum ajuste quanto a tipo de papel. O couchê é um papel com cobertura… pode ser que ela ajuste a temperatura e quantidade de toner usando um parametro desses.

      Abraços,

  5. Ailton

    Olá muito interessante o site gostaria de saber qual o modelo dessas impressoras epson que voce citou, e se voce sabe se na Epson l110 tanque de tinta nova imprime papel couchue.

    • Paulo Valle
      Author

      Ailton,
      Não sei te dizer os modelos. Acho que são as que usam a tinta durabrite mas não tenho como testar.
      Eu tenho uma 350 tanque de tinta e ela borra (pouco) com o couchê. Não indico para este meio.
      Abraços,

  6. Marcos

    Paulo, o site é bem didático para quem é leigo no assunto (como eu). Parabéns! Para um trabalho de faculdade, tenho uma dúvida: existe a reciclagem de papel couche no Brasil? Ouvi falar sobre uma técnica chamada deinking, mas não encontrei no país. Abraços!

    • Paulo Valle
      Author

      Pelo nome esse processo é a retirada de tinta do papel. Aqui se chama branqueamento.
      A nossa reciclagem é bem grosseira, faz-se muito papelão, inclusive com couchê.
      Quem compra papel não diferencia papel comum do couchê.
      Abraços,

  7. Jaci

    Boa noite, você pode me esclarecer porque uma sublimação em camisa polyiester com tinta e papel sublimaticos está saindo de uma unica cor? no caso o vermelhol.
    Desde já agradeço.

    • Paulo Valle
      Author

      Jaci!
      Posso dar um chute?
      Nem todas as tintas são sublimáticas.
      Se você tiver apenas uma tinta sublimática e as outras que chegaram forem de outro tipo, vai acabar acontecendo algo do gênero.
      Verifica se não é isso mesmo. Pode acontecer isso quando ainda tem tinta no tubo de outro tipo e a tinta ainda não chegou a cabeça de impressão. Tem que fazer várias operações de limpeza para descer a tinta que não é sublimática.
      Abraços,

  8. Anderson

    Paulo, boa noite. Muito boa sua matéria mas estou com uma dúvida. Papel couche para off set daria para ser impresso em uma impressora eco solvente?
    Obrigado.

    • Paulo Valle
      Author

      Anderson.
      A ecosolvente imprime em banners (plastico). Não sou fera nessa área, mas deve imprimir fácil no couchê.
      Liga para um representante e pergunta… o teste é bem simples de ser feito.
      Abraços,

  9. Carol

    Uma pequena pergunta.. Esse papel é adequado para a impressão de folhetos, ou pode ser até bom mas existem alguns mais adequados?
    Obrigado.

    • Paulo Valle
      Author

      Carol,
      A maioria dos panfletos feitos em offset é feito no papel couchê. Uma pequena parte é feita em sulfite (= chamex e similares) e uma menor ainda é feita nos papeis reciclados e demais tipos existentes.
      Mas tem uma coisa importante… um impressora jato de tinta de mesa não vai conseguir imprimir no couchê devido a camada impermeabilizante que ele tem… daí só sulfite. Se vai usar offset pode usar qualquer um deles. Na laser tem que testar, pois o que é mais importante é aguentar o calor.
      Abraços.

  10. Tamara

    Paulo, nunca acessei um link tão perfeito!!!! Pense em uma pessoa leiga? Sou eu com relação a papéis… O pior é que inventei de eu mesma tentar fazer uma destina de aniversário pra minha filhinha que vai completar 2 anjinhos. Resultado, não sei que tipo de papel usar ora imprimir as figurinhas pra colocar nos rótulos dos mimos. Minha impressora é dessas normais de casa mesmo. Qual o melhor papel? Outra coisa, inventei também de fazer uma arte chamada scrapbook. Tem papel específico pra isso? Tamara

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>