Memjet, nova tecnologia a jato de tinta!

10 Flares Twitter 0 Facebook 10 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 10 Flares ×

Eu estava vasculhando a internet em busca de novas tecnologias e descobri uma nova tecnologia que com certeza vai desbancar a tecnologia ForceJet, já abordada aqui. Conheça agora uma tecnologia que tem tudo para dar o que falar!

Tecnologia Memjet

Se lembra quando falei na tecnologia ForceJet na postagem “Impressão Jato de Tinta a jato!” (http://www.cardquali.com/impressao-jato-de-tinta-a-jato/)?

Acontece que a tecnologia MemJet é igualzinha a ForceJet das impressoras Riso, só que aparentemente está chegando muito mais barata ao mercado.

Para quem não leu o post anterior, nessa tecnologia, a folha passa em alta velocidade e uma cabeça de impressão, na largura da folha a ser impressa, faz a impressão contínua, usando a tradicional impressão jato de tinta, mas sem deslocar as cabeças.

Só quem se mexe é o papel, em alta velocidade. Pelos vídeos e equipamento já desenvolvidos, ela atinge velocidades indo de 60 a 90 páginas por minuto em resoluções de até 1600×1600 dpi, com boa qualidade.

Eu tomei conhecimento delas através de um anuncio da Graphimport (http://www.graphimport.com.br/impressora-digital-colordyne-cdt1600-c) e segui mais a fundo para entender a tecnologia.

cabeça de impressão Memjet

Como funciona a tecnologia?

Como já falei, esta tecnologia se baseia numa impressão a jato de tinta, em alta velocidade, com cabeça de impressão da largura da folha.

O site a seguir faz uma breve descrição do sistema e tem um vídeo que dá para entender o processo: Processo Memjet (http://www.memjet.com/)

Os primeiros a utilizarem esta tecnologia foram os fabricantes de impressoras de etiqueta, substituindo o processo de flexografia, permitindo menores tiragens, podendo ser personalizadas.

Você pode ver uma demonstração lá na Graphimport ou neste link aqui, que acopla uma laminação inline com a impressora: Laminação inline (http://www.youtube.com/watch?v=KS77vZMvrhg)

Por si só isto já é uma excelente coisa. Só falta saber se vai chegar num custo legal para não virar um fiasco como as impressoras Riso.

Imprime papel também!

Você entrou no site da Graphimport?

Notou que além de etiquetas, esta impressora imprime também papel?

Isto abre um novo leque para nossas aplicações. Imprimindo papel se torna uma provável competidora para as impressoras de produção.

Não sei ainda que tipo de papel ela processa, mas sem dúvida pode ser uma opção para algumas gráficas, principalmente se o valor dos equipamentos chegarem a valores acessíveis.

Foi com este intuito que fui a internet procurar mais opções.

Evojet: Impressora MemJet de mesa!

Agora imagina se uma impressora dessas chegasse a um valor relativamente baixo e acessível as pequenas gráficas?

A Lomond imaginou e criou a impressora Evojet, utilizando as cabeças de impressão Memjet.

O site da Lomond é este: Site Lomond (http://evojet.lomond.com/).

Tem distribuidor no mundo inteiro, menos aqui no Brasil. Não sei se a Graphimport vai trazer ela para cá, mas vale uma torcida.

Dá pra dar uma olhada nela neste vídeo: Evojet Printer Office 2 (http://www.youtube.com/watch?v=Z1_OuR3n5TI)

Eu não podia deixar de dar uma corrida por aí para saber quanto custa uma coisa dessas.

Dos distribuidores que eu vi, só encontrei o da Inglaterra custando 500 libras.

Com isso ela deve chegar aqui no Brasil a valores entre R$ 2000,00 e R$ 4000,00 já com os impostos e frete. Nada mal para o desempenho dela.

Por falar nisso, o que podemos esperar dela.

Impressão em diversas mídias, por enquanto apenas no papel A4, a uma taxa de 60 páginas por minuto com uma resolução de até 1600×1600 dpi. Um jato, com impressão a baixo custo.

evojet office 2

E o que ela pode fazer por um gráfico?

Até o momento, as impressoras de produção apenas podiam competir com a offset na impressão de cartões de visita.

Na tiragem de panfletos elas perdiam feio em termos de custo.

A Evojet é capaz de entregar impressões em quantidade a custos menores do que você paga atualmente para os distribuidores gráficos. E isso no conforto de não se preocupar em pegar o material e a entrega falhar, pois você entrega para o cliente na hora.

A qualidade deve ser ainda inferior e talvez não pegue em todas as mídias, mas com certeza deve atender muita gente por aí.

Agora o diferencial!

Sabe a offset… todas as imagens tem que ser exatamente iguais. Na evojet, ela mantém esta velocidade com impressões personalizadas, como um livro por exemplo!

Para copistas e pequenas gráficas, ela é uma mão na roda, só que agora fazendo frente a offset.

O problema!

Vou citar aqui também alguns problemas.

O primeiro é a cultura brasileira! O brasileiro está acostumado a qualidade offset.

Eles querem a impressão em offset, só que querem na hora! Viu o dilema?

A segunda também passa pela cultura brasileira. Os distribuidores brasileiro, na maioria das vezes, veem altos lucros, amparados pela desculpa da nossa alta tributação.

Se fizerem o mesmo que a Riso, no valor da impressora e da tinta, ai acabar sendo uma irrealidade aqui no nosso país.

Mas, fica aqui a torcida, pois a impressão jato de tinta é muito mais ecológica do que a offset e a laser.

E vocês? Acham que vai acontecer o quê?

Conclusão

Bem, eu queria apresentar aqui esta nova tecnologia.

Espero que gostem e troquem bastante ideia aqui nos comentários.

Sabendo de mais alguma coisa eu posto para vocês.

Um abraço para vocês.

Até a próxima postagem!

Curso de Photoshop

Você pode gostar também de:

10 Flares Twitter 0 Facebook 10 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 10 Flares ×

20 comentários

    • Paulo Valle
      Author

      Patricia,
      Mas pensa bem! Se for uma laser e cair um pelinho no espelho dá uma caca danada.
      E uma jato de tinta comum, com o mesmo entopimento, dá várias faixas de erro.
      Aqui é só um linha… e com a força que ela joga, logo, logo desentope.
      abraços,

    • Paulo Valle
      Author

      Realmente,
      Pelo que eu vi me parece que ela é ligeiramente inferior, pois só atinge as 70 páginas no modo rascunho.
      Mas está tentando copiar mesmo. Melhor para nós, já que a HP tem grande entrada no país. Só falta melhorarem um pouco a máquina e não cobrarem os tubos pela tinta.
      Abraços,

  1. DARLAN COPIAS

    Ótimo post! recentemente estava procur. alternativa as lasers, pensei ter encontrado na HP Officejet pro X com Bulk,porem, quando descobri essa novidade fiquei muuito ansioso da chegada desta tecnologia,na espectativa de um bom preço e principalmente consumiveis e insumos preço acessíveis. ate mais…

    • Paulo Valle
      Author

      Darlan,
      Na verdade a HP Officejet pro X copiou a Menjet… que copiou a Riso JetForce.
      A HP é uma boa opção, especialmente com o bulk.

      A MenJet não entrou no nosso mercado ainda e pode ficar difícil a questão das peças e da tinta.
      O que me preocupa não são nem tanto os insumos, pois podemos trazer de fora… e sim a manutenção, que não tem ninguém por aqui.
      O valor das máquinas lá fora são quase iguais… a HP é ligeiramente mais lenta.

      Abraços,

  2. Cezário

    Quero começar com uma gráfica bem simples… moro numa cidade pequena do interior do Ceará. Quero saber que produtos posso fabricar com a tecnologia Mamjet.

    • Paulo Valle
      Author

      Cesário,

      Com uma hp office jet pro ou uma menjet você pode fazer panfletos simples em tiragens pequenas (tem gente vendendo no mercado livre o milheiro a R$ 40), cartões de visita em tiragens modestas e baixa qualidade (se comparada ao offset), talões de pedido e similares, papeis timbrados, convites e similares.
      Vai precisar também de uma guilhotina e uma serrilhadeira e grampeadeira.
      Numa cidade pequena e mal servida vai dar para ter bastante serviço.
      Já trabalhei muito com convite e cartão aqui no suburbio do Rio de Janeiro.
      Abraços,

    • Paulo Valle
      Author

      Fabricio,
      Tive apenas 1 comentário que falava de uma Menjet no interior de São Paulo.
      Na interne achei máquinas interessantes que faziam jornais, plotagens imensas em alta velocidade e outras mais (no youtube você acha procurando pelas máquinas que aparecem no site da menjet).
      A HP tem a linha Officejat pro x que nada mais é que uma menjet disfarçada… eles adaptaram a tecnologia das cabeças deles a concepção da menjet para evitar de pagar royalties.
      É uma opção dentro do mercado brasileiro.
      Abraços,

    • Paulo Valle
      Author

      Moana,
      As memjet aguentam o tranco. No mercado de etiquetas para industria elas entraram firme.
      As impressoras de folhas A4 trabalham sem parar… são maquinas para trabalhar 24 horas por dia pois não esquentam e tem mecanica bem forte.
      Infelizmente elas não entraram firme no mercado brasileiro ainda… a HP deve ter feito muita força para impedir essa entrada. Afinal eles copiaram a ideia com a linha HP Pro X que não para de subir os preços, mesmo tendo aquela cabeça tosca adaptada com os cartuchos deles (a da memjet segue toda certinha e a da HP teve que fazer separada como se encaixarem cartuchos pequenos nela).
      Eu espero que chegue algum fabricante com uma maquina A3 dessas aqui… seria um sonho para os gráficos… mas infelizmente temos muitas maquinas para etiquetas A5, poucas opções em A4 e depois só maquinas de grande produção com mais de 1 m de largura (são plotters a jato).
      Está faltando algo para dar ganho de escala nessas máquinas… ainda não entendi o que… acho que é por que as grandes fabricantes (com muita grana) não querem pagar os royalties da Memjet e ninguém com grana vislumbrou as possibilidades de uma maquina A3 no mercado… uma maquina custando uns R$ 3 mil com a velocidade e custo de impressão das Memjets… iria mudar em muito o mercado, principalmente nessa área de panfletos de rua, periódicos e papelaria em geral.
      Vamos aguardar para ver… volta e meia eu dou uma pesquisada no site deles.
      Abraços,

    • Paulo Valle
      Author

      Milton,
      Acho difícil conseguir qualquer coisas delas no Brasil.
      O mercado livre não volta nenhum anuncio com a palavra Memjet.
      Existem umas poucas maquinas voltadas para o ramo de etiquetas sendo vendidas aqui… mas a s demais maquinas nem pensam em entrar.
      Para algumas coisas nosso mercado é muito fechado… basta não ser dos grandes fabricantes para ter as portas fechadas.
      Já vi isso acontecer com os computadores Amiga, as impressoras Tectronix (que só entraram depois da Xerox matar a tecnologia), e está acontecendo com as Memjets (possivelmente por conta da HP).
      Para ter uma impressora dessas terá que se conformar com remessas e compras internacionais.
      É uma pena!
      Abraços,

    • Paulo Valle
      Author

      Milton,
      Pelo que eu vi eles colocaram várias travas nela para impedir o uso de Bulk-ink que é o que faz elas serem um verdadeiro Show para os gráficos.
      A velocidade dela ainda é um bom diferencial, mas com a tinta tão cara o custo X Benefício cai muito.
      Vamos ver se com o tempo alguém quebra essas travas para ela voltar a ser uma boa opção.
      Em primeira mão, enquanto via vídeos a respeito dessa im pressora topei com um vídeo da HP PAGEWIDE A3, que será lançada em breve por uma faixa de valor não tão alta.
      Pode ser uma boa opção.
      Fica de olho.
      Abraços,

  3. Luciano Rocha de Lucena

    Bom dia!
    Já existe essa tecnologia memjet no tamanho A3?
    Conhece alguém que esteja vendendo no Brasil?
    Esta impressora é ideal para o serviço que peguei, porém só serve no tamanho A3.
    Já trabalho com off-set a mais de 30 anos.
    Quero comprar 3 máquinas desse modelo.

    Obrigado desde já.
    Abraço!

    • Paulo Valle
      Author

      Luciano,
      A Memjet existe no tamanho A4 e depois salta para os tamanhos grandes, tipo plotter. Ela tem umas maquinas que concorrem lá fora com a hp pro x, são fortes em etiquetas em diversos calibres e preenchem um nicho na área de plotagens em papel com alta velocidade.
      Eu não entendo porque não foram feitas maquinas A3 ainda… não sei se existe algo que impeça… com certeza não é um impedimento técnico… me parece mais ser alguma questão legal.
      Aqui no Brasil só conheço maquinas de etiquetas sendo vendidas.
      Existe um nicho para jornais de bairro e revistas que poderia ser preenchido por essas maquinas A3.
      Não é Menjet… mas existe uma maquina da Riso, um pouco cara que faz impressões A3 a cerca de 140 paginas por minuto, com uma tecnologia muito similar a Menjet (pode ser ela a causa legal que falei a pouco). Pode ser uma opção para você… mas a impressão dela é inferior as Menjets. Mas não custa nada conhecer. É a tecnologia JetForce, que é praticamente igual a Menjet.
      Eu já escrevi sobre ela aqui no blog… dá uma olhada.
      Abraços,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *