Máquina de gravação em canetas e brindes

16 Flares Twitter 5 Facebook 9 Google+ 1 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 1 16 Flares ×

Hoje irei apresentar um equipamento desenvolvido por um de nossos leitores, para atender a área de brindes.

Pode ser uma boa opção para quem está procurando uma forma de diversificar seus produtos. O custo não é alto e pode abrir algumas boas portas na área de venda.

Mercado de brindes

O mercado de brindes é uma área que pode ser atendida sem problema pelos gráficos.

Na verdade esta área sempre foi mais associada a serigrafia, mas não entendo por quê, poucos profissionais conseguem atuar de forma realmente profissional nesta área.

Apesar da simplicidade da impressão serigráfica e do grande número de profissionais aptos na área, é comum encontrarmos “profissionais” que pegam os serviços e não entregam.

Eu mesmo tive fornecedores em todas as áreas e na área serigráfica, até hoje, não tenho uma pessoa que me garanta qualidade e prazo de entrega, não raras vezes sumindo sem entregar o serviço.

Por isso considero esta uma área inexplorada para os verdadeiros empreendedores que desejem trabalhar de forma profissional.

maquina para personalizar canetas e brindes

A máquina

A máquina apresentada é muito similar as prensas de transfer e as máquinas de gravação térmica. Parece até mesmo uma combinação de ambas, explorando o melhor de cada uma delas.

Apenas por comparação, uma máquina de transfer não se adapta bem a pequenos objetos,não servindo para personalizar canetas e pequenos objetos.

Já a de gravação térmica, ou melhor, hotstamp de pequeno formato, necessita trabalhar com clichês e uma fita térmica especial de alto custo.

Fazendo uso das duas ideias, temos uma máquina de dimensões reduzidas, que trabalha com um papel transfer e impressão comum. Reduzindo em muito o custo do processo.

O fabricante preferiu focar-se em transfer e não em sublimação, afim de manter o custo baixo e agilizar o processo de gravação, já que o tempo de aplicação do transfer é bem menor do que o da sublimação.

O fabricante se foca no transfer via impressora laser, devido as características de aplicação mais favoráveis neste caso.

Vantagens do processo

A grande vantagem do processo é o tempo de gravação.

O tempo de transferência é de 0,6 a 0,12 segundos em canetas plásticas e 2 minutos em canetas metálicas. E isto tudo em materiais sem nenhum tratamento prévio, o que é impossível usando a sublimação (que exige um verniz ou resina aplicados anteriormente ou materiais pré-tratados).

Se compararmos com a serigrafia, o tempo se torna ainda mais atraente. Só no tempo de preparação da matriz (tela) já podemos ter um grande lote pronto pelo processo de transfer. E olha que no transfer aplicamos todas as cores de uma vez enquanto que na serigrafia temos que usar várias telas.

O tempo na sublimação vai de 3 a 12 minutos dependendo do substrato… é uma diferença nada desprezível.

O custo do processo é relativamente baixo. Com o papel transfer custando pouco menos de R$ 1 e a impressão laser colorida numa impressora laser a cores de baixo custo na ordem de uns R$ 1,40 podemos preparar cerca de 80 canetas por folha impressa dando um custo aproximado de  R$ 0,03 por caneta. Este custo pode variar dependendo da área impressa, mas fica muito próximo a este valor.

Um lote de canetas que compramos por cerca de R$ 1,00 pode ser vendida por cerca de R$ 2,50 no mercado. Com isso uma simples venda de 100 canetas personalizadas feitas em muito menos de 1 hora pode nos render até R$ 150. É uma excelente opção de renda extra.

Custo dos equipamentos

E quanto custa um equipamento desses?

Eles trabalham com 3 modelos: A partir de R$ 1.200,00 você já compra a máquina que faz gravações em caneta, ou seja ela vem com uma ferramenta para gravar canetas, essa mesma máquina também aceita uma outra ferramenta, que faz gravações planas com área máxima de até 5x9cm. Uma ferramenta para canetas ou plana já acompanha a máquina e a outra ferramenta tem um custo médio de R$ 250,00. Caso adquira a máquina com as duas ferramentas você paga R$ 1.450,00. O fabricante tem outra opção interessante que tem a opção de gravar em: canetas, materiais planos e também canecas de acrílico, as canecas podem ser gravadas no formato de até 7cm x 6 cm. Já essa máquina é montada em outra estrutura e seu valor gira em torno de R$ 2.400,00.

Na maioria dos casos substratos não necessitam de tratamento, ex.: plásticos, madeira, metais entre outros, desta forma você vai conseguir gravar em: canetas de plástico ou metal e alguns materiais planos como réguas, calculadoras, carteiras de despachante, capas para celulares, ipad e mais uma infinidade de produtos que caibam dentro da área de gravação da máquina.

máquina de brindes e canetas a transfer baixo custo

Funcionamento da máquina

Para aqueles que não conseguiram visualizar o processo, vou deixar dois vídeos mostrando o funcionamento da máquina e seus ajustes.

Os vídeos foram feitos encima da versão antiga da máquina. Pelas fotos que incluí aqui no artigo você vai perceber que a versão final está bem mais robusta e firme.

Seguem os links para os vídeos:

http://www.youtube.com/watch?v=FfhKP8-8yM0

http://www.youtube.com/watch?v=kuapYWxdE5k

Promoção e contato do fabricante

O Roberto, da BJ Brindes, já é nosso leitor a algum tempo e vem desenvolvendo este produto para colocar no mercado.

Este artigo, como diversos outros já feitos no blog, visa estimular os pequenos empreendedores do nosso ramo, que volta e meia apresentam alguma boa novidade para que eu divulgue aqui.

Você pode entrar em contato com ele pelo email ou pelos telefones abaixo.

Email: bjbrindes@gmail.com

Telefones:  (11) 2481-9811 /  (11) 95444-1672

E a promoção?

Bem… ele ofereceu 10% para os pagamentos à vista.

Palavras dele mesmo: “Se quiser ai colocar para seus seguidores alguma vantagem, posso assumir aqui até 10% de desconto para pagamento a vista de seguidores seus que me contactar dizendo que veio por intermédio da sua dica.”

Eu pessoalmente, acho que vale a pena ter uma máquina dessas.

Com cerca de 10 pequenas vendas de 100 canetas você cobre o investimento. Estamos chegando ao fim do ano e existe um grande número de produtos que podem ser vendidos facilmente utilizando este equipamento.

Ele não citou, e para comprovar você vai ter que perguntar para ele… acho que este equipamento permite fazer também personalização de agendas (utilize as com capas claras), réguas e outros brindes de final de ano.

Mesmo que seja para você mesmo, é uma boa forma de gastar a sua verba de propaganda e ficar na cabeça de seus clientes por todo o ano. A hora de pensar nisso é agora… já tem locais vendendo agendas de 2014. É igual a CocaCola… ser o primeiro a entrar na mente de seu cliente.

Gostou da dica?

E aí? Gostou da dica?

Se você tem algum produto que possa interessar aos nossos leitores, não se acanhe. Coloque no papel o seu funcionamento ou mande vídeos que teremos prazer em conhecer e divulgar.

E você leitor, se tiver algum comentário, utilize nosso espaço aqui embaixo e deixe a sua opinião.

Comprou o equipamento? Deixe a sua opinião, elogio ou crítica… o espaço está aberto para você e não há nenhum tipo de censura (exceto palavrões e um ou outro spam). Se você acompanha meu site sabe que até pequenas propagandas são permitidas… vai que ajuda alguém!

Espero que tenham gostado!

Peço desculpas pelo espaçamento entre as postagens. É que estamos passando por alguns problemas que nos estão tirando foco do blog… mas não vamos deixar ele morrer.

Se você quer ajudar, participe e coloque as suas dúvidas. Ter ideias neste momento está sendo nossa principal dificuldade.

Um abraço a todos!

Curso de Photoshop
16 Flares Twitter 5 Facebook 9 Google+ 1 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 1 16 Flares ×

7 comentários

  1. Douglas Mota

    Olá Paulo,
    Até agora vc comentou sobre máquinas, clientes, produtos etc…
    Mas me diga como eu faça para descobrir um lugar ideal para abrir a minha loja? se vc já falou sobre esta questão me diga para que eu possa ter uma noção quando eu for fazer a pesquisa pois o ponto comercial é importantíssimo.
    Tirando os Shoppins me refiro os pontos comerciais nas ruas.
    E continue firme no seu blog que é sensacional! Não perco uma dica sua.

    • Paulo Valle
      Author

      Douglas,

      Acho que a sua pergunta vai virar postagem,pois achei ela muito interessante.
      A resposta é descubra quem é o seu provável cliente e fique onde ele te encontre. Pode ser numa loja de rua, shopping, ou qualquer outro local… mas tem que ser acessível ao seu cliente.
      A alguns anos eu trabalhava no bairro de Campo Grande no Rio de Janeiro. Trabalhava em casa, fazendo artes e minha ex-esposa buscava os clientes na zona comercial do bairro. Chegou uma hora que precisávamos sair de casa e fiquei entre pegar uma loja embaixo do meu prédio (na rua, afastado do centro, mas na passagem dos carros) ou ir para o centro comercial numa sala (sem visibilidade). Os custos eram praticamente iguais. Escolhi a loja e me dei muito mal.
      E porquê? A loja era bem visível dos carros. Era na beira de um dos principais viadutos. A 100 metros da entrada do sub-bairro que eu estava. Acontece que as pessoas que poderiam consumir meus convites saiam do sub-bairro e iam direto para o ponto de ônibus e dali para o centro comercial. Lá faziam banco, compras e gráfica… e eu ficava a ver navios.
      Alguns anos depois, já muito mal das pernas, saí da loja e peguei uma sala no terceiro andar. Nela eu atendia mais gente do sub-bairro do que quando eu estava lá. E atendia também meus clientes antigos (da ex-esposa) e de vários outros sub-bairro. No prédio tinha fotógrafos, alugueis de roupas, e outras coisas que atraiam clientes de convites.
      Entender que o pessoal de Campo Grande estava viciado em ir para o centro era crucial para meu negócio e não percebi isto a tempo. Acho que perdi uns R$ 100.000 com a escolha errada e acabei fechando devido as dívidas contraídas no período.
      Outra coisa importante. Nem sempre ser o único no local é interessante. Um centro onde haja várias pessoas com o mesmo tipo de negócio pode atrair muitos para o local. Veja os exemplos dos shoppings de informática ou os camelódromos da vida. Se não houver uma concorrência predatória, todos ganham pela exposição do local. Aqui na Barra tem um shopping chamado Downtown que tem uma grande concentração de designes, gráficas, plotadoras, copiadoras e afins. Muitos vão para lá por que sabem que resolverão com certeza seu problema (pode até não ser pelo melhor preço).
      Tenha em mente esta questão de entender os hábitos dos prováveis clientes.
      Abraços,

  2. Bom dia,
    meu nome é Wilson com experiência de 30 anos no ramo de brindes promocionais

    há uns 3 anos adquiri uma prensa térmica para canetas e os papeis que tinha no mercado quando passava na impressora travavam e acabava estragando o fuzor da impressora e
    quando gravado na caneta raspava e saia a gravação .

    sendo assim desenvolvi o papel transfer JP376 para gravação em canetas pode ser usado em todas as impressoras laser

    Papel:………………………….90g homologado pela OKI aprovado no teste da raspagem

    Tratamento :…………………Acabamento acetinado deixando as cores mais vivas
    Tempo de Prensagem:…..5 segundos e retirar o papel a quente

    Estou a disposição para qualquer esclarecimento.

    Wilson
    Comercial

    http://www.photopen.com.br
    atendimento@photopen.com.br
    atendimentophotopen@gmail.com
    47 3376-2811 – Jaraguá do Sul – SC

    • Paulo Valle
      Author

      Ficam aí os links do wilson para testarem o produto. Não se acanhem de comentar os resultados aqui.
      Aproveitando a referencia a OKI, ela lançou impressoras laser A4 e A3 com toner branco, muito úteis para essa área de sublimação e transfer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>