O Melhor cliente para o gráfico

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 0 Flares ×

Todos sabemos que para o cliente o melhor são os famosos BBB (bom, bonito e barato). Mas também sabemos das dificuldades que isso nos obriga a trabalhar. Hoje, irei abordar o tema pelo outro lado da moeda: Qual é o melhor cliente para gráfica?

O famoso BBB

O cliente chega na sua loja! Olha seu mostruário e gosta da qualidade! Daí, pergunta o preço!

Logo que houve o preço solta a pérola: o seu concorrente lá da esquina tem pela metade do preço!

É lógico que você sabe disso! Sabe também que ele usa um papel de péssima qualidade, faz uma impressão “porca” e quase sempre entrega quantidades abaixo do pedido.

O pior que o cliente já percebeu isso e continua a fazer você perder tempo na tentativa de conseguir que abaixe seus preços até o valor do mau concorrente.

Você já passou por isso, não é?

cliente ideal

O gráfico iniciante

Em qualquer área, quando estamos iniciando um negócio, não temos nenhum cliente!

Isso deixa a todos preocupados com as contas do dia-a-dia, fazendo que façamos qualquer negócio, mesmo aqueles que nunca deveríamos pensar em fazer.

Eu não vou te condenar por isso!

Eu já passei por essa fase e acho que todos aqui também já passaram. Quando as coisas apertam somos forçados a fazer muita coisa que não é boa para nossa saúde: As lojas de fast-food que o digam!

O mais importante é percebermos quando sair dessa fase e começarmos a valorizar mais nossa mão de obra. O valor cobrado deve ser suficiente para cobrir as nossas contas do mês e sobrar algo para o crescimento da empresa. Se você não sabe como fazer isso sugiro a leitura da nossa postagem Quanto ganha um designer  e Preço ou valor? Quanto custa o design .

O profissional experiente

Por outro lado, quando um profissional da área chega ao seu limite de produção, ou seja, se torna um sucesso, chega um momento que não consegue crescer mais!

Isto acontece por que, por mais que terceirize sua produção, ele não consegue gerenciar o número de clientes que tem.

E qual a solução mais comum para voltar a crescer?

É isso mesmo! Começa a escolher os melhores clientes e vai esquecendo pouco a pouco os clientes mais problemáticos.

Com isso consegue-se tempo para ampliar a carteira de clientes “bons pagadores”, com “bom volume” e principalmente “que elogiam seu produto”!

Elogiam seu produto? Isso mesmo, por incrível que pareça existem clientes que adoram seus produtos e eles mesmos se propõe a pagar mais para que você não caia a qualidade! Tem cliente que quer pagar mais por você estar atendendo bem!

Não acredita? Vamos a um exemplo do cotidiano! Você nunca foi num bar ou restaurante e foi tão bem atendido pelo garçom que ao final deixou uma grande gorjeta? Na nossa área também acontece coisas do gênero.

Por outro lado, tem aqueles clientes que mesmo gostando do seu produto não param de criticar todos os detalhes a fim de conseguir vantagens no preço. Vivem querendo te apertar no orçamento! Muitas vezes você cede só para não ficar brigando por horas a fio com o cliente… afinal é mais vantajoso ceder logo do que ficar perdendo tempo de atendimento que poderia ser dirigido aos bons clientes.

E o que acontece quando você vira um sucesso? Você segura os bons clientes e larga os maus clientes.

E como largar os maus clientes?

Parece uma praga, mas os maus clientes grudam em você como carrapatos!

Esses clientes são cientes da sua qualidade e atendimento, mas são incapazes de valorizar o seu serviço. É uma briga constante para abaixar o preço.

A melhor forma de mandar esses clientes embora ou fazer com que mudem de postura é usar o próprio argumento deles.

Se eles querem que abaixe o preço devido ao valor da concorrência, sugira a eles que aproveite que você está com muita demanda e não está dando conta do volume de trabalho e que procure o concorrente.

Aqui vale aumentar o prazo de produção mais alguns dias, esquecer a arte dele por 1 ou 2 dias, tocar no assunto da sua “angustia” em não conseguir atender as necessidades dele, ou mesmo dizer que a sua produção está com qualidade aquém do nível de qualidade que ele exige!

Sabe o que acontece? Aqueles que só estão com você pelo preço vão passar para a concorrência. Isto é ruim? Não! A produtividade do concorrente vai cair e a sua vai aumentar.

Os que gostam do seu trabalho, mas tem por esporte pressionar o preço, vão sentir que você não quer mais atender e pouco a pouco vão mudar de postura. Já vi isso acontecer diversas vezes.

Um péssimo cliente, com essa característica, pode se tornar um ótimo cliente no futuro!

E qual é o melhor cliente para o gráfico?

Todos sabemos que não podemos ser bons em tudo!

É praticamente impossível conseguirmos a dar atenção a todos os clientes, ter um parque gráfico gigantesco sem nenhum problema, e atender pequenas tiragens e grandes tiragens com a mesma destreza.

Se você parar para pensar, existe um produto chave que representa a sua gráfica!

Pode ser um bom atendimento, personalizado, indo até o cliente.

Pode ser um perfil de bureau, com bons preços para pequenas tiragens.

Pode ser o perfil de uma grande gráfica especializada em embalagens, livros, impressos em geral, ou algum produto difícil de encontrar.

O melhor cliente procura os chamados BBB. Tem uma gama de clientes que você consegue atender com esses BBB.

Digamos que você produza convites de casamentos lindos a um custo tentador. Para os casais de noivos você será a gráfica BBB, pois seus convites serão inegavelmente bons, bonitos e baratos. A sua concorrência com certeza virá pedir produtos em você ou tentará copiar você. Você será a referência nessa área.

Caso tenha uma pequena gráfica com offset monocolor, o bom cliente será aquele que faz muitos panfletos p&b ou talões, que não se importa de bater na sua porta.

Se você é uma grande gráfica que faz produtos padronizados, o seu melhor cliente são aqueles gráficos com algum conhecimento de design e de processo, cientes das possíveis falhas, que trabalham com prazos largos e estão contentes com a sua qualidade. Esses clientes não vão ficar perturbando por pequenos atrasos na produção inerente ao processo e vão entregar sempre arquivos certinhos, livres de problemas. Assim você ganha volume necessário para cobrir seus apertados custos e não precisa cresce r sua equipe de atendimento.

Percebe que para cada tipo de gráfico tem um cliente ideal?

Qual deles é o seu cliente?

Como perceber o cliente ideal?

Aqui volta aquela velha máxima que vivo dizendo: É bom ter um bom plano de negócios.

No plano de negócios tem uma parte em que vemos nossas forças e fraquezas, oportunidades e ameaças. Isto é chamado de Análise SWOT. Aqui ao lado no cursos 24 horas tem o curso de planejamento estratégico que fala bem disso.

Quando fazemos essa análise, podemos criar o perfil do nosso cliente ideal. Em webmarketing estão chamando esse perfil de AVATAR!

Criando esse avatar e colocando uma cara nele que te remeta ao como você imagina esse cliente, você pode criar estratégias de marketing para aumentar a sua carteira de clientes com este perfil.

Assim, mais e mais, você terá clientes ideais para seu negócio.

Que tal começar agora mesmo a criar esse AVATAR?

Conclusão

Não adianta termos a ilusão de podermos atender a todos os clientes do mercado.

Existe um perfil de cliente ideal para nossa empresa.

Se um cliente está te dando muito trabalho e até passar os orçamentos está ficando difícil, pense seriamente em mudar de foco e procurar aqueles clientes que não te aborrecem nem um pouco! Isso mesmo, aqueles que vivem te elogiando para todos!

Tenha sempre em foco essa busca!

Espero que tenham gostado dessa postagem.

Até a próxima!

Você pode gostar também de:

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *