O cliente e a expansão de seu negócio

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 0 Flares ×

Muitos querem adquirir novos equipamentos para melhor atender seus clientes. Acontece que nessa hora deixamos de consultar aqueles que podem garantir o sucesso desta compra: Os próprios clientes! Por que não ouvir eles?

A importância do cliente

Na hora de adquirir equipamentos, em geral, acabamos olhando as máquinas que sonhamos ter.

Esta escolha muitas vezes é feita antes mesmo de abrirmos o nosso negócio, como se devêssemos seguir a risca um plano que traçamos a muito tempo atrás em nossas cabeças, quer seja por desejo pessoal, quer seja por uma análise prévia.

Acontece que mesmo que tenhamos um plano de negócios, o mesmo deve ser revisto a cada passo importante. Com o passar dos tempos, o ambiente de negócios muda. Nossos clientes foco podem ter mudado sem que sequer tenhamos notado. Novas tecnologias surgiram ao longo deste tempo.

É necessário revermos nossos planos.

Nossos clientes são uma grande ajuda neste processo.

Por exemplo, aqui no blog, volta e meia surge um artigo a partir da dúvida de um cliente. Você já deve ter notado que nos meus textos eu instigo o leitor a participar com suas dúvidas e comentários.

Mas como você pode fazer isto?

Compra de equipamentos segundo necessidade do cliente

Como ouvir as necessidades do cliente

Devemos estar abertos as sugestões e pedidos dos clientes. O ideal é materializar seus desejos sempre que haja uma sugestão, por mais ridícula que pareça.

Deixe uma caixa de sugestões e reclamações a vista deles, com papel e caneta disponíveis. Podem surgir muitas ideias desta caixa.

Além deste processo um tanto passivo, procure conversar com seus clientes e oriente seus empregados a fazerem o mesmo.

Muitas vezes eles estão pedindo um serviço para você e estão com outra necessidade, que para eles é um problema, mas que não está entre as soluções apresentadas pela sua empresa.

Por exemplo, eles pedem um panfleto e precisam de uma equipe para distribuir os mesmos na rua. O que é mais fácil? O cliente montar uma equipe para fazer isto uma única vez na vida ou você oferecer este serviço para seus 900 clientes e ter uma renda extra por isto?

Outro exemplo, você faz os folders e o cliente quebra a cabeça para conseguir imprimir as etiquetas com endereços, aplicar as etiquetas, fazer contrato com os correios para emissão das correspondências a bom preço. Quem seria mais eficiente? O cliente que nunca fez isto ou você que já executou o mesmo serviço centenas de vezes e consegue pelo volume preços bem menores que ele. Já pensou na base de dados que você conseguiria desenvolvendo este serviço?

Em resumo, ouvir as necessidades do cliente, pode originar novos produtos.

Avaliando as melhores opções

Agora que você sabe as necessidades de seus clientes, que tal pensar em equipamentos para atender eles?

Digamos que haja muita demanda para serviços de envio de malas diretas.

Você tem um equipamento que dobre, serrilhe e cole a correspondência? E um que aplique as etiquetas?

Aparecem clientes, a todo momento, querendo fazer um cartaz para ontem e não quer e não pode esperar chegar do distribuidor que você trabalha? Que tal quantificar as vendas perdidas? Não é viável ter uma impressora A3 somente para pegar estes serviços? Ela não poderia atender outros apressadinhos, garantindo não perder os clientes, que não se importam em pagar um pouco mais por isto?

Uma grande pergunta: Para onde vão os clientes que você não conseguiu atender? Onde eles vão achar a solução para seus problemas? Você não poderia fazer isto por eles?

Descobertas as necessidades dos clientes, basta agora colocar na ponta do lápis os recursos necessários para adquirir os equipamentos. Se for um só, basta aguardar o momento financeiro ideal para a compra.

Se tivermos várias opções, devemos avaliar o custo-benefício de cada um e fazer as devidas programações de compra.

Pequenos agrados sempre

Neste processo, você vai perceber que muitas necessidades são muito simples de resolver.

Já falei aqui de crachás e equipamentos para crachás.

Uma plastificadora e canteadoras são investimentos mínimos. Podem ser uma grande opção para agradar os clientes de imediato.

Existem uma infinidade de equipamentos baratos, que podem atender alguns nichos que sua concorrência não atende até agora.

Sair na frente nestas pequenas coisas pode vir a ser um grande diferencial.

Uma impressora de grande formato ou mesmo em A3, também é um diferencial que não é difícil de atender.

Podemos citar também equipamentos para transfer em camisa, bonés, canecas, etc. Processos para fazer canetas personalizadas, chaveiros, carimbos.

Visite feiras de negócios e conheça opções de equipamentos de baixo custo. Até corte e vinco para pequenas tiragens são encontrados nestes locais.

criando expectativa nos clientes

Criando expectativa

Tudo bem! Sei que não é fácil atender de imediato muitas das necessidades de seu cliente.

Os equipamentos são bem caros e já temos nas costas muitos financiamentos.

Mas que tal pegarmos a data do término de um destes financiamentos e programarmos a aquisição de outro equipamento que seja desejo de seus clientes?

E como anunciar isto para seus clientes? Crie expectativa, anuncie a aquisição e a data de chegada (lembre-se de consultar o fornecedor do tempo de entrega).

Crie um clima de desejo nos clientes! Instígue-os! E meça o nível de desejo!

Eu tenho lido muitos textos na área de marketing. Uma coisa muito frequente é anunciar o produto antes mesmo dele estar pronto e ajustá-lo as necessidades dos desejos dos clientes interessados.

Os mais velhos devem se lembrar do lançamento do “Beto Carreiro” a muitas décadas atrás. Aparecia nos comerciais da TV a figura de um cavaleiro empinando o cavalo e virando a logomarca. Naquele momento, nem os idealizadores do comercial sabiam do que se tratava.

Podia ser a marca de uma grife de roupas, uma loja, qualquer coisa. Dalí surgiram investidores e acabou-se criando um parque temático, que por sinal foi o único parque temático a dar certo em nosso país! Será que o sucesso não veio desta expectativa?  Você não pode usar a mesma técnica com suas novas aquisições?

Preços corretos

Já compramos os novos equipamentos!

Chegou a hora de dar preço!

Nessa hora devemos ter calma ao achar o preço correto.

Não precisamos sair desesperados procurando demanda para o equipamento a qualquer preço, nem cobrarmos um preço absurdo para pagá-lo em poucos meses.

O raciocínio é cobrar um preço justo, capaz de pagar o equipamento com certa folga e garantir uma demanda futura.

O lucro virá no futuro ao acabar as parcelas do equipamento. Esta será a nossa meta! Não esqueça de incluir os custos de operador e manutenção nesta conta.

Naturalmente a demanda crescerá e dará uma ajuda na rentabilidade e com certeza novas necessidades surgirão.

Programação de crescimento constante

Você já percebeu, que usando esta simples estratégia, sempre manterá seus clientes com uma expectativa futura de novos equipamentos.

Além disso, terá programado as aquisições de novos maquinários de maneira constante.

Note que a cada novo equipamento, surge uma lucratividade a mais da máquina que está sendo adquirida.

Como diz o velho ditado popular: “É de grão em grão que a galinha enche o papo”.

A cada equipamento, vem um “grãozinho” a mais no seu faturamento.

Defina um percentual das suas vendas para investimentos e mantenha este investimento constante. Se programar direitinho você não vai dar trégua a concorrência e vai estar sempre na liderança em sua região.

E não esqueça de sempre dar ouvidos a seus clientes. Não adianta adquirir equipamentos para sua satisfação pessoal. A satisfação deve ser do cliente!

Bem vindo ao crescimento constante

Se você chegou ao fim deste artigo e concordou com minhas ideias, já está a meio caminho do crescimento constante para sua empresa.

Pode começar ainda hoje a ouvir seus clientes e descobrir as suas necessidades.

Faz as suas contas e vê quanto anda investindo na sua empresa. Caso ainda esteja pagando prestações, programe-se para ao fim delas fazer uma nova aquisição e até este momento vá criando expectativa nos seus clientes.

Caso não esteja investindo nada, ajuste as suas contas para poder começar a investir.

Nem preciso dizer que se não o fizer, seu concorrente vai fazer e vai te tirar do mercado.

Quem investe mais e melhor, domina o mercado. E quando falo melhor, falo em ouvir o cliente.

Espero que tenham gostado desta postagem.

Se tiver alguma opinião a respeito ou queira sugerir outro tema, pode usar os comentários ou nossa página de contato.

Eu adoro responder aos meus leitores. Não vivo sem eles.

Um abraço a todos!

Até a próxima postagem!

Você pode gostar também de:

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *