No que o SEBRAE pode nos ajudar?

12 Flares Twitter 0 Facebook 10 Google+ 2 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 12 Flares ×

No último post, falei sobre legalização. Nele citei algumas vezes a ajuda do SEBRAE. Mas muitos podem se acomodar e não procurar o SEBRAE ou mesmo procurar uma unidade com funcionários mal preparados e se decepcionar e acabar desistindo. Mas dei uma boa olhada no site deles e vou trazer neste artigo muito das boas coisas que o SEBRAE pode fazer por você.

O site, ou melhor, os sites!

O site do SEBRAE nacional é o deste link aqui: SEBRAE NACIONAL.

Mas quando falamos de SEBRAE devemos lembrar que ele é um dos principais mecanismos do governo para fomentar o crescimento das pequenas e micro empresas. Com isso teremos sites e balcões do SEBRAE espalhados por todo o país.

Algumas ferramentas foram criadas para uma região específica, atendendo as necessidades daquela região.

Outras ferramentas foram inicialmente criadas em um estado específico, mas se tornaram tão poderosas que hoje são usadas por todas as unidades do país. Um exemplo disto é o plano de negócios 2.0 desenvolvido pela SEBRAE MG e que hoje é muito usado por todos os SEBRAEs. Venja o link aqui: PLANO DE NEGÓCIOS 2.0.

Então, quando estiver fazendo a sua pesquisa, utilize o google e coloque SEBRAE e a sigla de seu estado. Assim, além do SEBRAE nacional que citei aqui, você vai conhecer o SEBRAE específico para sua região. Não deixe de fazê-lo, pois pode haver um plano de desenvolvimento específico para a sua cidade, trazendo assim muitos benefícios.

O site do SEBRAE Nacional

Assim que você entra no site do SEBRAE você deve perceber os links em letras pequenas: O que o SEBRAE pode fazer por mim; Serviços online; Temas de interesse; Setores e Sebrae nos estados.

O link “O que o Sebrae pode fazer por mim” vai te direcionar por um tutorial separado por 3 tipos de interesses:

  1. Quero melhorar minha empresa – Ele vai te conduzir a uma nova análise de seu negócio, te mostrando pontos que você ainda não tinha pensado ou usado, vai te dar opções para crescimento e te direcionar a achar as soluções que você precisa para seu negócio.
  2. Quero abrir um negócio – Neste link o site vai te conduzir a conhecer o mercado, saber os passos para abrir uma empresa, mostrar o que é necessário saber antes de abrir as portas, ensinar a fazer um plano de negócios, te indicar cursos on line e presenciais que podem te ajudar no seu empreendimento.
  3. Como o Sebrae pode me atender – Aqui o Sebrae vai mostrar os diversos serviços que o Sebrae desenvolveu para ajudar o empresário, tanto já estabelecido, quanto aqueles que ainda desejam se estabelecer.

Só nestes três links, você já pode ter uma verdadeira consultoria gratuita para desenvolver o seu negócio. Mas o Sebrae não fica apenas nisso! Ele traz mais links com muita coisa interessante. Vamos entrar um pouco mais nestes links.

empretec e plano de negócios do Sebrae

Serviços on line

Neste link temos várias opções de serviços que o Sebrae traz para você.

Um dos primeiros que eu entrei foi o cursos pela internet. Entrando nele você é direcionado para a página de cursos oferecidos.

Para aqueles que desejam entrar no ramo gráfico, mas que não tem muitos recursos, eu sugiro assistir o curso EI – Empreendedor Individual. Nesse curso você vai se inteirar da legislação em vigor, de como se enquadrar nesta modalidade, benefícios e limitações. É um bom começo para aqueles que estão iniciando.

Para os que também estão iniciando. Mas que tem um pouco de capital para começar, sugiro o curso IPGN – Iniciando um pequeno e grande negócio. Ele vai entrar um pouco pelo lado da importância do planejamento, como fazer a legalização do negócio, vai falar de sociedades, pesquisa de mercado e outras coisas bem interessantes para vocês.

Aqueles já estabelecidos, mas que vem tendo problemas para continuar o negócio, eu indico os cursos de APF – Análise e planejamento financeiro, FPV – Formação de preço de venda e GI – Gestão da inovação: inovar para competir. Estes são os cursos que na minha visão podem mais impactar os seus negócios gráficos. Mas digamos que você seja fraco em vendas ou que venha deixando a desejar na qualidade. Tem cursos específicos para estas áreas.

No fundo, até negócios que estão muito bem das pernas, podem se beneficiar de alguns destes cursos. Que tal escolher a dedo o curso específico para seus funcionários chave de modo a capacitá-los melhor em determinada área?

Eles nunca reclamaram de falta de treinamento? Pode ser uma oportunidade.

Outra dica é fazer um a um cada um destes cursos e se super capacitar. Eu mesmo vou fazer isto! Eu já fiz diversas graduações! Mas estes cursos rápidos abordam temas específicos. Valem por uma leitura de um livro. E tem aplicação imediata.

Na seção “máquinas e equipamentos”, em Equipamentos industriais -> gráfica, você encontra uma infinidade de opções de equipamentos gráficos. Com certeza algum pode te atender. Um fato interessante é que muitos destes fornecedores são pequenos como você e tem muitas criações desenvolvidas especificamente para pequenos empresários e não acham um bom meio de divulgar as suas empresas. Anúncio é caro (exceto aqui no blog). Lá no Sebrae eles tem a chance de mostrar seus produtos para pessoas como eles, que estão procurando o seu espaço no mercado. Quem sabe não é o começo de uma boa relação?

No link “BIS – Biblioteca Interativa Sebrae” eu teclei por curiosidade a palavra “gráfica” e pesquei algumas preciosidades. A primeira é o livro “Primeiro passo: Gráfica Rápida”. Já deu o que pensar? A segunda foi “Estudo setorial da industria gráfica no Brasil”. Não imagina do que se trata? Nele você vai saber onde o mercado gráfico está se expandindo e onde está encolhendo. Vai te prevenir de entrar em roubada, ou se você já está nela, vai te abrir os olhos para onde investir seus esforços para melhorar os seus negócios.

Entrei por curiosidade no livro “primeiro passo: Gráfica Rápida” e visualizei um guia bem legalzinho dando o passo a passo de montar uma pequena gráfica, com links internos para várias outras publicações. Tá começando um negócio? Dá uma olhada!

Minha sugestão é tentar com diversas palavras chaves e começar a usar a biblioteca gratuita.

Demais links do site do Sebrae

Os outros três links que citei tem menos aplicações práticas.

O de estados vai permitir que você entre no Sebrae do seu estado.

O de setores, não tem o de gráfica. Mas usando uma “velha malandragem”, peguei um link qualquer e modifiquei para gráfica. Não tinha, mas me sugeriu o link de INDÚSTRIA GRÁFICA que me levou a um informativo do setor gráfico aqui do Rio de Janeiro. Ou seja, tem muita coisa para fuçar.

Você ainda tem acesso ao empreendedor individual, acesso a serviços financeiros (noticias sobre linhas de financiamento e regras), Estudos e pesquisas e ideias de negócios.

ONU se associa ao Sebrae para dar força ao Empretec

Nos estados

Eu já citei no inicio do artigo o programa de  PLANO DE NEGÓCIOS 2.0.

Por isso comecei a pesquisa dos sites pelo estado de Minas Gerais.

O site segue as linhas gerais do nacional, mas apresenta links mais diretos. Nele podemos ver entre outras coisas o curso EMPRETEC que mal é citado no Sebrae Nacional.

Entrei no link e descobri do que se trata o EMPRETEC e as datas do curso em quase todas as cidades de Minas Gerais.

Eu já citei antes e o EMPRETEC é com certeza o melhor curso para empreendedores que há No mercado e não custa quase nada.

Não me alonguei no site e vim para o site SEBRAE RJ que é o meu estado de origem.

Achei o site de MG mais voltado para os pequenos empresários. Mas insisti um pouco e fui buscar o curso do Empretec. Achei ele no link “programação de cursos”,  com um videozinho para assistir. É legal, dá uma olhada. Para saber mais tem que ligar. Ponto negativo para o Rio e positivo para Minas, que apresenta toda a programação.

Bem que eu tentei entrar no site direto da empretec e buscar a programação dos cursos. Mas teve muito link quebrado e por fim tem que usar o telefone mesmo.

Mas não deixe de ligar ( 0800 570 0800) e pegar mais informações.

Entrei nas primeiras páginas de diversos estados.

No Paraná, ele fala de como construir uma rede de contatos e crédito para seu negócio e tem a seção vídeos Sebrae, para aqueles que não gostam muito de leitura.

O de São Paulo mostra a TV Sebrae SP, que me pareceu ter já 32 vídeos com programas para você assistir. Notei também links para o EAD Ensino a distância e várias cartilhas.

São muitos estados e não deu para entrar em todos para este post (sou um só).

Mas quem sabe se você se sentir estimulado por este post e gostar de alguma coisa dentro do seu estado, não coloca aqui nos comentários o link ou caminho para a sua dica.

Conto com a colaboração de vocês!

Conclusão

Hoje eu apresentei um pouco do site do Sebrae.

Se considerarmos tudo que tem lá e nos demais sites dos estados, tem informação “pra mais de ano” para vocês trabalharem.

E é bom frisar que conhecimento é uma coisa contínua.

Hoje você pode passar chutado por um vídeo de vendas por não ter interesse e amanhã ele ser exatamente a sua necessidade do momento e te ajudar no futuro.

Sinceramente, espero que tenham gostado deste post e realmente entrem nos diversos sites e vasculhem coisas que podem mudar as suas vidas.

Até a próxima postagem.

Aguardo seus comentários com links e dicas de coisas que acharam interessantes.

Lembrem-se que este pode ser um bom local para estudo futuro.

Até a próxima postagem,

Abraços a todos!

Curso de Photoshop

Você pode gostar também de:

12 Flares Twitter 0 Facebook 10 Google+ 2 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 0 12 Flares ×

12 comentários

  1. ney

    Por duas vezes já procurei o SEbrae em Santos – SP. Pura decepção. Funcionários encastelados na cadeira e em seus boxes. Não tiram as nádegas dela. Uma vez a dez anos atrás fui atendido por um sujeito que me enrolou e parecia que ele ia me ensinar até como varrer a loja. Dez anos depois cheguei no Sebrae e disse que queria aquele Sebrae que aparece na TV. A recepcionista balançou, disse que não era bem assim. Insisti para ser atendido até que ela conseguiu um “encaixe”. SURPRISE!!!!!!!”. o MESMO FUNCIONÁRIO DE DEZ ANOS ATRÁS, com a mesmíssima conversa, só que desta vez percebi que as nádegas estavam mais achatadas. Também pudera; dez anos na mesma cadeira. Decepção total. Além do que só nas cidades centrais.
    Mas enfim, está lá. Mas o SEBRAE da TV não existe, é só no reino da cinderela.
    Talvez algumas pessoas que realmente podem dispor de muito, mas muito tempo mesmo conseguem fazer os cursos. Para quem está com a mão na massa é muito difícil.
    Nunca ouvi ou ví na minha região alguém que conseguiu um consultor do SEBRAE igual passa no PEGN da Globo. Aquilo parece matéria paga. Todo empresário, até dono de ferro-velho de terno (se homem) e maquiada e bijoux ou jóias (se mulher). American Style mesmo.
    Meu escrito não é revolta não, você pode perceber facilmente.
    Talvez existam pessoas que tenham outra experiências e que foram boas. Espero saber o nome do tal consultor.
    Antes que me esqueça, o SEBRAE não é de graça e são pagos pelo Governo. Como disse antes um castelo “tipo sindicato”.
    Quem tá, tá bem, vide o nosso amigo das nádegas achatadas.

    Tenham um grande dia e que Deus os abençoe.

    • Paulo Valle
      Author

      Ney,
      Realmente esta disparidade entre os Sebraes é um problema sério. Mas na verdade reflete muito da baixa capacitação das pessoas em geral.
      Conheço pessoas como as que aparecem nos programas com boas experiências junto ao Sebrae.
      Eu mesmo já tive uma péssima experiência com o Sebrae.
      Agora vou te dizer o que realmente acontece.
      A maioria dos empresários não tem muita idéia do que precisa fazer para dar certo. Daí chegam ao Sebrae meio na esperança que eles digam exatamente como fazer para dar certo, mas eles nem sabem direito o que querem para o negócio. Daí o consultor nem dá bola para o que está sendo pedido, pois muita vezes ele não tem o preparo que se encontra num administrador… ele não sabe o que fazer… é um mero burocrata.
      Por outro lado existem aqueles que sabem exatamente onde querem chegar. Fazem diversos cursos no Sebrae, se estruturam, fazem contatos com as pessoas que realmente sabem das coisas.
      Pode parecer que eles estão perdendo tempo fazendo os cursos. Na verdade eles estão investindo o que tem de mais importante (tempo) nos seus negócios.
      Nem sempre se investe no negócio colocando o umbigo no balcão. As vezes é melhor fechar as portas por uma semana e colocar um anuncio “estamos em obra para melhor atendê-lo” e ir às “obras” no que se refere a conhecimento. O que se perde naquela semana pode voltar em triplo nas semanas seguintes pela simples aplicação de uma frase que se ouviu no curso.
      Está com dificuldade de ter atenção do Sebrae. Junte vários empresários do seu local e faça um “brainstorm” com eles. Deixe as ídéias rolarem entre vocês, um dando “pitaco” no negócio do outro. Façam um grupo de empreendedores e vá em grupo para o Sebrae, nos cursos e eventos. Mostre a cara.
      Conhecendo as “cabeças pensantes” do Sebrae, você vai saber o que pedir exatamente pro “peão” do atendimento e com certeza vai conseguir chegar onde quer.
      Pensa um pouco sobre isto e me fala.
      Se quiser alguma ajuda, usa este espaço aqui que eu te ajudo… sou administrador e posso te dar uma força, mesmo de longe.
      Abraços e sucesso no seu negócio.

  2. iolanda alves fracarolli

    queria comprar um depilado a lese e trabalhar no salão de minha amiga que faço um depilador é caro , e fazer um preso mais baixo do que os que tem aqui , da para me ajudar obrigado ?

    • Paulo Valle
      Author

      Angela,
      Minha dica é procurar o SEBRAE e verificar os cursos oferecidos.
      Faça alguns cursos para se capacitar melhor.
      O objetivo é fugir do atendimento básico, que nem sempre é feito por um bom profissional e ter contato com profissionais mais capacitados capazes de dar uma ajuda melhor.
      Se conseguir fazer o EMPRETEC melhor ainda.
      Visita o site nacional deles e o site do seu estado para ver as diversas opções.
      Abraços,

  3. Jaqueline

    Boa tarde, eu quero trabalhar com materiais gráficos terceirizados,
    por onde começo a me regularizar? me disseram que dava pra eu fazer o cadastro pelo MEI mas lá não tem
    tem nada em que minha profissão se encaixe então, como faço na parte burocrática?…..e se eu não regularizar nada não posso vender?

    • Paulo Valle
      Author

      Jaqueline,
      Dá uma lida na postagem: http://www.cardquali.com/legalizar-ou-nao-legalizar-sua-operacao-grafica/
      Logo no primeiro comentário dela tem as classificações mais comuns. Essa de serigrafista publicitário se for ler a descrição dela se encaixa nessa nossa revenda de serviços terceirizados.
      E com ela que a maioria das pessoas se cadastra.
      Tudo pode ser feito pelo portal do empreendedor e é necessário fazer o cadastro de alvará junto a prefeitura de sua cidade (essa parte varia um pouco). Aqui no rio fazemos uma busca prévia via internet… mas pode fazer essa busca prévia também pessoalmente lá.
      Depois basta manter o pagamento do imposto mensal e fazer a declaração de imposto de renda resumida também pelo portal do empreendedor.
      Depois que faz vai ver que é bem simples de manter.
      Abraços,

  4. alexsandra

    pretendo abrir um salão de beleza, mas quero fugir do padrão, algo novo que deixe a mulherada satisfeita sem gastar muito, mas não tenho experiência no negócio ainda , de qual maneira o SEBRAE pode me ajudar.

    • Paulo Valle
      Author

      Alexsandra,
      Antes de mais nada não sou do Sebrae e essa postagem é de um blog sobre gráficas.
      Mas vamos te responder assim mesmo.
      Esse fugir do padrão se refere a inovação. Inovação nem sempre é gastar horrores para fazer algo… em geral é exatamente o contrário… p-equenas ações individuais que te fazem diferente do restante das concorrentes.
      Isso é bem falado no livro a estratégia do oceano azul que eu cito aqui nessa postagem: http://www.cardquali.com/diferenciacao-preenchendo-nichos-de-mercado/
      Por incrivel que parece, a maioria dos negócios nasce sem nenhuma organmização e sem planos de negócios. Ter isso é uma diferenciação que pode te levar a se destacar no mercado. Nesse ponto o SEBRAE pode te ajudar muito. Começa pelos cursos gratuitos oferecidos nos diversos sites do Sebrae e se animando visita um bom sebrae e procura fazer seu plano de negócio. Se pegar um casca grossa não desiste, vai se inscrevendo nos cursos que você vai pegar pessoal mais capacitado e vai sentir a diferença.
      Se quiser ajuda pode ir me escrevendo e perguntando… terei prazer em ajudar… mas tenta se preparar um pouco para não ficar muito no BEABÁ… nós não podemos ser a unica fonte de orientação.
      Estarei as ordens por aqui.
      Outro livro interessante é o SEGREDO DE LUIZA, que ensina passo a passo num romance a fazer um plano de negócios.
      Um grande abraço.

    • Paulo Valle
      Author

      Claudiana,
      Não basta ter o cnpj… tem seguir as regras para emissão da nota.
      No link abaixo tem as regras: http://www.portalmei.org/microempreendedor-individual-nota-fiscal/
      Eu tirei esse trecho a seguir de lá: “Para emitir nota fiscal o MEI deve dirigir-se à Secretaria de Fazenda do Estado ou do Município e solicitar a Autorização de Impressão de Nota Fiscal – AIDF. Depois disso, poderá procurar uma gráfica para elaboração de seu talão de notas fiscais. O MEI poderá solicitar às Secretarias de Fazendas, Estadual ou Municipal, a emissão de Nota Fiscal Avulsa e/ou Nota Fiscal Avulsa Eletrônica, sempre que necessário, caso ainda não tenha autorização para emissão dos talões próprios de Notas Fiscais.”
      Espero ter ajudado.
      Abraços,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *