Rótulos de produtos? Conheça a Flexografia!

14 Flares Twitter 0 Facebook 13 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 1 14 Flares ×

Todo mundo quando era criança brincou com aqueles carimbinhos de bichinhos. Os carimbos que você conhece sempre tem aquelas típicas falhas de impressão. Mas você sabia que é um dos principais tipos de impressão, usados em quase todas as embalagens do mercado?

Como assim, principal tipo de impressão?

Quando você vai ao supermercado, vê uma enorme quantidade de produtos.

Tem impressão em papel, plástico, latas, vidro, bola.

Com certeza muitos destes materiais não poderiam ser impressos numa impressora offset.

O processo de impressão é bem parecido com os tradicionais carimbos. É a chamada flexografia.

máquina flexográfica pequeno porte

máquina flexográfica pequeno porte

Como funciona

Muito antigamente, nas repartições públicas, tinha um carimbo grande, com forma circular que fazíamos a impressão girando o carimbo, para garantir a devida pressão no papel.

A impressão deles era bem melhor que a dos carimbos planos atuais.

Seguindo esta idéia básica, os engenheiros bolaram um sistema de impressão onde se coloca a borracha do carimbo (Cyrel) circundando um cilindro.

A máquina flexográfica usa um sistema de cilindros para levar a tinta para o cyrel e depois aplica por pressão a tinta diretamente no substrato.

O sistema é relativamente rápido, bem mais rápido que a offset. Mas como a tinta não escorre, pode-se baixar a velocidade da máquina a um mínimo, abaixo da velocidade da offset.

Flexografia - Cyrel e Fotolito

Flexografia – Cyrel e Fotolito

Esta gama de velocidades possíveis permite a flexografia ser usada numa ampla gama de produtos, sem os danificar. Normalmente ela trabalha com alimentação contínua, mas pode ser adaptada a praticamente qualquer forma de produto.

Cyrel

O cyrel é a alma da flexografia. Ele é feito tal qual os carimbos, só que em medidas maiores. Usa-se uma borracha fotossensível e sensibiliza-se ela a partir de um fotolito.Depois de sensibilizado faz-se a limpeza das partes moles comum jato de água. Como a borracha fica com uns sulcos altos, a resolução fica um pouco comprometida. Por isso, usa-se resoluções mais baixas que na offset. Para embalagens esta é uma limitação perfeitamente aceitável.

Esta questão de resolução, vem sendo muito melhorada. Hoje já temos produtos muito similares ao offset, inclusive com policromia, o que era inviável a muitos anos atrás.

Custo

O custo da impressão flexográfica, quando se refere a embalagens, é imbatível.

Com ela é possível colocar a impressão das embalagens diretamente na fábrica, em linha, com o processo de produção dos produtos a serem vendidos.

Isto facilita muito a indústria, reduzindo custos.

Outro fator que reduz custos é que o sistema é bem simples, composto basicamente de cilindros rotativos e poucas peças móveis. Isto minimiza os problemas no equipamento, reduzindo custos e facilitando no treinamento de funcionários.

Esta simplicidade permite a construção de máquinas em diversos tamanhos, se ajustando a planta do parque fabril.

Apesar de poder ser inserido na fábrica, na maioria das vezes, principalmente nas fábricas pequenas, opta-se pela terceirização destes serviços.

Com isto, a aquisição de uma dessas máquinas abre grandes possibilidades para o gráfico.

Fique esperto, pois esta pode ser uma boa oportunidade de entrar num mercado que está em franca expansão.

flexografia - embalagens

flexografia – embalagens

Conclusão

A flexografia foi o terceiro sistema de impressão citado em nossos posts. É o mais usado no ramo de embalagens.

Estes três sistemas (offset, rotogravura e flexografia), atingem a quase totalidade das impressões atuais, cada qual na sua área.

De maneira menos evidente, não menos importante, temos ainda as impressões: Jato de tinta, laser, serigráfica, tamográfica, térmica e outras variações que ainda são novidades no mercado (cera por exemplo).

Daremos continuidade nos próximos posts.

Espero que tenha gostado.

Até a próxima postagem.

Curso de Photoshop

Você pode gostar também de:

14 Flares Twitter 0 Facebook 13 Google+ 0 Pin It Share 0 Email -- LinkedIn 1 14 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *